03 novembro 2015

Marcelo é exonerado da prefeitura de S. A. de Jesus e diz: “Humberto se acha acima do bem e do mal”

Mais um funcionário da prefeitura de Santo Antônio de Jesus é exonerado aumentando a lista dos insatisfeitos com a administração de Humberto Leite (PDT). Marcelo Santos Silva, que no inicio da gestão era fiel em sua defesa ao gestor municipal deixa o cargo de Diretor de Departamento de Promoção da Igualdade Étnico Racial, ligado à Secretaria de Cultura. Em entrevista a Andaiá FM, Silva disse que apesar de lutar pela criação da pasta e nomeado para o cargo, não teve estrutura para manter a função. Segundo Marcelo, muitas coisas envolvem sua saída e uma das que citou é a forma ‘truculenta’ com que Humberto Leite trata seus servidores, “ninguém defendeu essa administração como eu e posso desafiar qualquer um. Ele se acha acima do bem e do mal porque é prefeito. A forma que ele conduz a chefia e a vida política é inábil”, colocou, acrescentando que foi por esses motivos que muitos aliados acabaram se afastando, “falta maturidade política”, apontou. 
Muito próximo do vice-pefeito: Com um laço afetivo com o vice-prefeito Faustino Cunha (PSD), salientou que está abrindo mão de cargo mais não deixaria isso manchar sua dignidade, “o prefeito é de veneta e exijo ser tratado de forma digna. Não aceito ser destratado por quem quer que seja”, colocou. Marcelo Santos deixou claro que seu afastamento não foi motivado por ligações ao pré-candidato Rogério Andrade (PSD), no entanto afirmou que continuará seguindo os parâmetros de sua bancada, “sigo o deputado estadual Bira Coroa (PT), que apoia o Governo do Estado. Se Andrade for o aspirante que o Governador decidiu apoiar estarei lá”, completou.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...