26 setembro 2014

Aécio: Dilma mente e Marina desmente o tempo inteiro

Na reta final de primeiro turno, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, aumentou nesta sexta-feira, 26, o tom das críticas às adversárias mais bem pontuadas nas pesquisas de intenção de voto, Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). Em agenda realizada no início desta tarde em Taboão da Serra (SP), o tucano disse que Dilma mente e Marina desmente o tempo inteiro e que o Brasil não merece sair de uma aventura para outra, por melhor que sejam as intenções. Para reforçar o fato de Marina voltar atrás em algumas posições, como ocorreu na divulgação de seu programa de governo, Aécio disse que a adversária do PSB volta atrás em suas posições “porque precisa dar satisfações ao mercado financeiro e ao agronegócio” por precisar do apoio desses segmentos na corrida ao Palácio do Planalto. “O Brasil não é para amadores, temos uma candidatura, a da presidente da República que perdeu as condições de governabilidade e outra na qual as contradições são maiores do que suas boas intenções”, reiterou. Nas críticas a Dilma, o presidenciável tucano disse que é necessário acabar com o atual ciclo de complacência com a corrupção e iniciar outro mais honesto e virtuoso. “Todos sabem quem somos, o que pensamos e quem vai governar ao nosso lado”, disse, reiterando que está confiante na ida para o segundo turno porque sua candidatura é a que tem mais condições de retomar o desenvolvimento do País. (Agência Estado)

Sobre supersalários na prefeitura de SAJ, Humberto chama vereador que denunciou de 'Tonto' e manda: “Vá tomar em Paquetá”

O vereador Antônio Nogueira Neto, o conhecido Tom (PSB), denunciou na Tribuna da Câmara de Vereadores Santo Antônio de Jesus supersalários da prefeitura. Em seus comentários, o edil salientou que muitas pessoas estão recebendo absurdos por mês, valor a mais do que é previsto para os determinados cargos. Até o momento apenas a secretária de administração, Luciene Pinto e alguns vereadores da bancada do prefeito tinham se pronunciado, porém a fim de saber do próprio gestor, o que de fato está ocorrendo, a reportagem da Voz da Bahia entrevistou o prefeito Humberto Soares Leite (PDT). Segundo Leite, a partir do momento que tem ciência das situações através dos meios de comunicação começa a agir e toma atitude imediata, então diante das denúncias mandou pegar as folhas da gestão anterior a fim de ser observado se mudou algo nos valores pagos aos servidores. “A lei que tinha em 2012 foi à mesma que continuamos em 2013, mas vou verificar esses excessos, que o vereador ‘Tonto’ (se referindo a Tom), que agora está sendo chamado de ‘Tonto’ denunciou na Câmara. Eu não acredito que tenha havido algum excesso, quem deu fui eu, já que dei os 100% que visa à lei, mas houve antes e isso mostrará”, garantiu. Humberto acrescentou que um secretário não pode receber vantagens, porém na gestão passada havia recebimento do dobro do salário. Ainda conforme ele, o vereador Tom, assim como os demais que gostam de criticar “o pobrezinho do Humberto Leite”, eram edis na época e não fizeram nada a respeito disso.
Praça Padre Mateus: Na oportunidade, o prefeito contou que na semana passada o secretário de infraestrutura, Domingos Malta foi convidado pela Associação Comercial para demonstrar o projeto da praça em 3D. “Levou duas horas prestando esclarecimentos, infelizmente a imprensa não foi convidada, mas ele já me disse que fará um evento apenas para a imprensa e pelo que me parece será algo mais solene. Talvez eu esteja presente nesse dia”, destacou.
Novo asfalto para o Centro da cidade: O prefeito afirmou que tem trabalhado bastante, inclusive várias obras estão em andamento, outras estão sendo mandada para a licitação como asfaltamento da Rua Aracaju, da Rua Esperança, dentre outras adjacentes. “Cerca de 40 ruas serão asfaltadas”, destacou, contando que a sinalização de trânsito da cidade é diferente e chama muita atenção das pessoas, fatos que o deixa muito satisfeito. “Enquanto os adversários ficam louquinhos, eu estou feliz. E mando um recado para os meus adversários: ‘Vá tomar em Paquetá ’”, concluiu.

24 setembro 2014

Empresário de Santo Antônio de Jesus morre em acidente grave na BR-101

Na manhã desta quarta-feira (24), por volta das 8h, um acidente entre um carro de passeio e um caminhão, na BR-101, Km 285, próximo a Conceição do Almeida (160 Km de Salvador), deixou duas vítimas fatais. De acordo com informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), o veículo Corolla, cor prata, placa policial EJD 9256, conduzido pelo empresário Josiel Nogueira, que era filho de José Raimundo, dono dos dois hotéis Parati e Solemar e um dos sócios da Rádio Recôncavo FM de Santo Antônio de Jesus, colidiu frontalmente com um caminhão da empresa Pneuforte placa JVR 8980, licença de Santo Antonio de Jesus. As duas vítimas fatais, Josiel Nogueira e Emanuela Magalhães seus corpos presos nas ferragens e estão sendo removidos para o DPT (Departamento de Polícia Técnica). Os demais envolvidos foram socorridos para a emergência do HRSAJ (Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus). O motorista do caminhão teve as duas pernas quebradas e não corre risco de morte. Ainda conforme a PRF, os três passageiros do Corolla foram levados em estado grave para o HRSAJ, são eles: Guilherme Couto Magalhães Júnior; Andreia Magalhães de Jesus, Jackson Santos Dias; e uma criança, o João Emanuel Magalhães de 6 anos. Josiel era proprietário de um estacionamento na Rua Rui Barbosa; os seus pais estavam em Madri na Espanha e já retornam hoje (24) a Santo Antônio de Jesus para velar o corpo. O tráfego nesta área da BR-101 está bastante lento.

  • Josiel e Emanuela vítimas fatais do acidente

23 setembro 2014

Paulo Souto faz campanha em Santo Antônio de Jesus e anuncia 'SAC Segurança'

“Vamos combater o crime com firmeza e desburocratizar o atendimento do cidadão com o SAC Segurança”, anunciou o candidato a governador, Paulo Souto,  em Santo Antônio de Jesus, nesta segunda-feira (22). A proposta de modernizar o serviço de inteligência da Polícia Civil terá o mesmo princípio de eficiência do SAC, projeto desenvolvido e implantado durante seu primeiro governo, em 1995. Para o candidato, a ineficiência burocrática da Secretaria de Segurança Pública é um dos entraves no combate ao crime organizado e não permite que delegacias tenham mais tempo e atenção para cuidar dos crimes graves. O candidato também defende a criação de forças-tarefas focadas em temas específicos.  “Falamos muito na integração das polícias como mecanismo para melhorar a segurança do Estado e uma das maneiras é criar grupos especiais, forças tarefas que contem com todas as polícias, além do Ministério Público. Fizemos isso no meu governo e conseguimos resultados satisfatórios contra crimes de extermínio, contra o tráfico de drogas e contra os assaltos a bancos”, lembrou.
Em resposta a representantes da sociedade civil durante a entrevista, Paulo Souto tratou de problemas locais, como a necessidade de construção de um anel viário em Santo Antônio de Jesus e de dotar o município de uma melhor estrutura para atrair indústrias. “É preciso entender que para captar investimentos, não basta apenas ter áreas disponíveis. Isso é o mais fácil. É preciso estruturar, criar condições favoráveis à instalação de novas fábricas", defendeu. Souto também defendeu uma maior integração do Recôncavo Baiano, com a construção de uma nova rodovia que margeia a Baía de Todos os Santos e de um novo atracadouro em Mar Grande. Já no âmbito federal, o candidato lembrou da ineficiência do governo estadual, que vê a BR-101 sendo duplicada ao sul e ao norte do território baiano e não se mobiliza para pressionar o governo federal. “Por que esse governo, que toda eleição nos lembra que é do mesmo partido da presidente, não conseguiu que a BR-101 fosse duplicada na Bahia? Ela está sendo duplicada em todos os estados no Nordeste, menos na Bahia. Somos a maior economia da região, portanto, a que mais necessita de uma malha rodoviária eficiente”, destacou Souto.

21 setembro 2014

Animais soltos pastam na BR-101 em Santo Antonio de Jesus

Denuncias sobre animais soltos nas rodovias tem sido frequentemente anunciadas na mídia, principalmente do perigo eminente que apresentam. Em contato com a redação do Portal Voz da Bahia, um internauta flagrou a situação no perímetro urbano da BR-101 na cidade de Santo Antônio de Jesus, próximo ao Posto Uirapuru. Cavalos pastam ás margens da rodovia sem qualquer cuidado e pode causar acidente já que aquela região é bastante movimentada. O cidadão pede que as autoridades responsáveis tomem alguma atitude antes que algo de grave aconteça.

20 setembro 2014

Santo Antônio de Jesus: Defensoria move ação para município prestar informações Saúde

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) ingressou com uma nova ação civil pública contra o município de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, para que preste a Secretaria Municipal de Saúde preste informações ao Conselho Municipal de Saúde. De acordo com a Defensoria, a administração municipal não cumpre a Resolução 001/2012, do Conselho Municipal de Saúde, que estabelece que a secretaria deveria informar o conselho sobre o funcionamento das unidades de saúde, como atendimentos e reclamações dos usuários. A Defensoria afirma que é grande o número de queixas sobre a falta de medicamentos nos postos de saúde, fechamento de Postos de Saúde da Família antes do término do expediente, inexistência de médico plantonista no Hospital Luiz Argolo, atrasos na marcação de exames pela Central de Marcação, atrasos no recebimento de chamadas pela central telefônica do SAMU, além de outros problemas que se arrastam sem qualquer solução à vista. A resolução foi aprovada para que o conselho pudesse fiscalizar a prestação dos serviços públicos de saúde. O órgão cobra do Município o acesso às reclamações e não tem sido atendido. Também há queixas de que o portal da transparência pública não está sendo alimentado de forma atualizada, criando obstáculos à sua atuação. A ação pede que o Município preste as informações requeridas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, e que o Município viabilize ao CMS uma senha de acesso ao sistema da Ouvidoria Geral do Município, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. A Defensória já moveu ações contra o Município de Santo Antonio de Jesus para que a administração preste atendimento a pacientes com câncer que fazem tratamentos em outras cidades, e para que regularize a aquisição de medicamentos, através de processo licitatório.

Prefeito de Santo Antônio de Jesus deverá devolver R$ 71 mil aos cofres públicos

As contas da Prefeitura de Santo Antônio de Jesus, na gestão de Humberto Soares Leite, relativas ao exercício de 2013, foram aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quinta-feira (18/09), sendo determinada ao gestor a restituição aos cofres municipais do valor de R$71.108,00, com recursos pessoais, pelas despesas com juros e multas por atraso no pagamento das obrigações assumidas junto à Secretaria da Receita Federal e o INSS, e multa de R$2 mil. O município apresentou uma receita arrecadada da ordem de R$134.390.661,93 e realizou despesas no importe de R$140.895.135,67, registrando um expressivo déficit no montante de R$6.504.473,74. A relatoria alertou a administração que adote providências a evitar o endividamento do município, onde já se verifica a insuficiência de recursos para pagamento dos restos a pagar inscritos no exercício, resultando num débito de R$2.330.036,19. O gasto total com pessoal não ultrapassou o limite de 54% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, vez que a receita corrente líquida totalizou R$153.272.956,40 e a despesa total com pessoal alcançou o valor de R$76.580.649,77, correspondente a 49,96% da receita corrente líquida. O prefeito investiu a quantia de R$34.024.744,03 na manutenção e desenvolvimento do ensino, equivalente a 26% da receita resultante de impostos proveniente de transferências, superando o índice mínimo de 25%. Dos recursos do Fundeb foram aplicados 70,06% na remuneração dos profissionais do magistério da educação básica em efetivo exercício na rede pública, correspondendo a R$17.824.146,56, em atendimento exigido em lei. As despesas realizadas em ações e serviços públicos de saúde alcançaram o valor de R$11.784.802,40, representando o percentual de 16,07% quando o mínimo exigido é de 15%.

"Um acréscimo de 30 ou 40% não é pecado", fala vice-prefeito de S. A. de Jesus sobre supersalários


O vice-prefeito do município de Santo Antônio de Jesus, Faustino Cunha (PSD), concedeu entrevista ao Portal Voz da Bahia para falar a respeito da Semana Nacional do Trânsito que acontece em todo território brasileiro e em especial na cidade. Para Faustino o programa de incentivo é bastante válido já que, o caos no trânsito é perene e no município por ser um polo regional tem abrigado veículos de várias cidades circunvizinhas, “nosso comércio abrange também a revenda de carros, que ultrapassa a marca de 400 carros por mês sem falar de outros seguimentos”, fala. De acordo Cunha, é necessária uma educação adequada no trânsito, com motoristas e pedestres, “o que queremos é que as atitudes mudem por isso esse programa. Multas existem, mas por conta de situações causadas pelo condutor”, salienta.
Super salários: O vice-prefeito se posicionou a respeito do polêmico tema denunciado pelo vereador Antônio Nogueira, o conhecido Tom (PSB), e afirmou que não havia razão para uma denúncia nem para a repercussão que o tema tem tomado. De acordo Cunha, os salários pagos aos servidores tanto contratados como aqueles ditos, cargos de confiança, estão defasados e nada mais justo do que gratificar aquele que trabalha, “o prefeito, Humberto Leite (PTB), achou justo pagar; é uma coisa normal em qualquer administração, tanto que o último gestor fez e não houve divulgação”, opinou. De acordo Faustino existe salários defasados não só na administração pública como também no legislativo e que o tema pode e deve ser discutido, mas não como denuncia infundada, “um acréscimo de 30 ou 40% não é pecado. Tom trabalhou, mais fez da forma errada. Ele é novo ainda tem muito que aprender, lá na frente ele vai entender”, concluiu. 

S. A. de Jesus: Segundo Conselheiro, a prefeitura "tirou o corpo fora" em relação a falta de medicamentos no município

Em entrevista a Recôncavo FM, o Conselheiro de Saúde Municipal, em Santo Antônio de Jesus, Marcos Lessa falou a respeito da saúde publica e da falta de medicação nas Unidades de Saúde. Em 26 de agosto, o diretor da 4ª DIRES, Everaldo Júnior, promoveu um encontro entre entidades ligadas a saúde como o Conselho municipal, a secretaria de saúde da cidade, assim como o defensor público Mauricio Moitinho como representante da justiça, com o diretor de Assistência Básica da Saúde do Estado, Lucas Duarte, que segundo afirmou o entrevistado, assumiria de imediato a coordenação dos repasses e abastecimento de remédios as farmácias, “Duarte, na época, assumiu o compromisso de fornecimento imediato, no entanto ele desapareceu. Ninguém sabe ninguém viu”, disse. Lessa informou que já esteve na 4ª DIRES no intuito de esclarecer esta ausência e cobrar posição do estado diante desta situação e foi informado que não existe um contato direto com o diretor de assistência estadual, “o Everaldo no momento está em férias, e acredito que assim que ele tome conhecimento do que se passa se posicionará”, fala. Segundo Marcos Lessa, na reunião como representante do governo do estado, foi pedido pra que a remessa fosse expedida, que se fizesse uma listagem dos medicamentos faltosos ou aqueles de maior procura como os de uso contínuo, “prontamente atendemos ao pedido acreditando que tudo estaria solucionado mesmo que parcialmente e ficamos a ver navios”, declara.
Prefeitura de SAJ "tirou o corpo fora": Lessa disse que posições estão sendo tomadas para que a situação se inverta e uma delas é entrar com uma ação civil pública junto ao Ministério Público a fim de intimar os município e o estado a regularizar o fornecimento, “a responsabilidade maior é do município, já que este recebe recursos do governo Federal e uma contrapartida de medicamentos vindos do governo estadual e os dois estão se omitindo diante do caso”, acrescentou. Ainda de acordo o conselheiro, o SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), tem atendido diversos pacientes com surtos psicóticos devido à falta da medicação continuada, “infelizmente está acontecendo e queremos sensibilizar os responsáveis para que providências sejam tomadas”, revela. Em relação ao posicionamento da secretaria municipal de saúde, Marcos Lessa alegou ainda que o município tirou o corpo fora assim que Lucas Duarte afirmou que o Estado se responsabilizaria, “ele falou mais não cumpriu e a prefeitura é responsável. A administração fez cotação para tomada de preços para cadastro de fornecedores, foi bem sucedido e aguardamos o processo licitatório e isso leva tempo, a população está desassistida”, concluiu.

18 setembro 2014

S. A. de Jesus: Promotoria afirma desconhecer formalmente a acusação de supersalários e solicita denunciante junto ao MP

As denúncias realizadas pelo vereador Antônio Nogueira, conhecido Tom (PSB) de supersalários pagos aos “apadrinhados” contratados pela prefeitura municipal de Santo Antônio de Jesus. O parlamentar comparou o salário-base dos comissionados da prefeitura com os registrados na folha de pagamento e constatou que existem funcionários exercendo o mesmo cargo, na mesma carga horária, sendo que um recebe R$ 5.800, outro R$ 4.900 e ainda R$ 2.915. “Que critério é esse usado para pagar funcionários? É uma farra salarial", anunciou o vereador na Tribuna na Câmara. O MP (Ministério Público) afirmou que ainda não foi notificado.
MP: Segundo o promotor de justiça Dr. João Emanuel Rodrigues, em entrevista a repórter Bruna Leal do Recôncavo FM a notícia só é sabida no MP pela veiculação na mídia, “ninguém esteve no MP para provocar o fato, soubemos através da mídia e do imenso falatório na cidade de maneira informal”, revela. De acordo Rodrigues, que atualmente gerencia a pasta de conduta financeira do município e está à frente da autorização do processo seletivo anunciado e que irá ser feito no próximo dia 02 de novembro, existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) deferido a administração que se trata justamente do comprometimento do município em não fazer distinção em remuneração de quaisquer servidores, seja eles contratados ou efetivos, “fomos procurados por servidores concursados acusando a gestão desta prática de diferencial dos salários, já foi tratado junto a TAC. No entanto sobre esta última denúncia, nada foi processado como foi admitido junto a MP”, fala. Segundo o promotor, mesmo não havendo provocação ou alienação a causa, o MP irá investigar e solicitar da administração quais casos foram apontados, se houve mesmo uma situação como esta, implicará a uma penalidade, “estamos pedindo ao denunciante, o vereador Antônio Nogueira que se reporte ao Ministério e apresente suas provas ou documentos indicativos da denúncia para que se possa impetrar uma ação”, salienta.

Vereador denuncia supersalários na Prefeitura de Santo Antônio de Jesus‏

O vereador Antônio Nogueira (PSB) levantou as irregularidades na Prefeitura de Santo Antônio de Jesus (a 185 km de Salvador), no Recôncavo baiano, na sessão da Câmara Municipal na noite de segunda-feira (15), quando comparou o salário base dos comissionados da Prefeitura com os registrados na folha de pagamento. Os valores pagos, segundo cópia da folha de pagamento apresentada pelo parlamentar durante a sessão, apontaque existem funcionários da prefeitura recebem salários maiores do que o permitido na lei municipal 1.111 de 2011. No documento, que foi solicitado à secretaria municipal de Administração, consta uma relação de funcionários com salário elevado, bem acima do apropriado.  De acordo com a denúncia, existem funcionários exercendo o mesmo cargo,  na mesma carga horária sendo que um recebe R$ 5.800, outro R$ 4.900 e ainda R$ 2.915. “Que critério é esse usado para pagar funcionário? É uma farra salarial. Tem funcionário recebendo mais que o vice-prefeito”, questionou o vereador.  O vereador Uberdan Cardoso disse que o prefeito fere três princípios da administração pública. “Moralidade, razoabilidade e legalidade. Segundo o princípio da legalidade, a administração só pode fazer o que a lei permite. Pelo princípio da moralidade, o ato administrativo não basta ser legal, deverá também atender à moralidade pública, e o da razoabilidade trata de impor limites a administração pública. Não dá para defender o indefensável. É imoral um funcionário que com salário de R$ 1.800 chegar a receber quase R$ 8 mil. São 300% de aumento nos salários. É imoral e ilegal. Isso a sociedade não merece”, afirmou.

Após denúncias de supersalários, líder do prefeito na Câmara desabafa: “Existem erros a ser corrigidos”

O vereador Antônio Nogueira, o conhecido Tom, fez denúncias graves, ele revelou que servidores “apadrinhados” pela Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus estariam recebendo supersalários. O parlamentar comparou o salário-base dos comissionados da prefeitura com os registrados na folha de pagamento e constatou que existem funcionários exercendo o mesmo cargo, na mesma carga horária, sendo que um recebe R$ 5.800, outro R$ 4.900 e ainda R$ 2.915. “Que critério é esse usado para pagar funcionários? É uma farra salarial. Tem funcionário recebendo mais que o vice-prefeito”, questionou o vereador. Para rebater as denúncias, o líder do prefeito na Câmara, o vereador Francisco Damasceno, conhecido Chico de Dega (PTB), concedeu entrevista ao repórter Joselito Froes do Recôncavo FM e falou sobre o assunto. Iniciando a entrevista, Chico afirmou que as denúncias do vereador Tom são infundadas e que o edil denunciante está fazendo o papel inverso de um legislador, “ele não consegue idealizar projetos nem manter parcerias por isso fala o que não convém”, rebate. Segundo Dega, as gratificações pagas pela administração são para os servidores que exercem função dupla, “tem muita gente trabalhando dobrado e merece ser recompensado de alguma forma. Não vejo nada de mais nisso”, fala. De acordo com Chico, o prefeito Humberto Leite (PDT) não pode fazer uma reforma administrativa e, contudo a lei o autoriza a contratar e ressarcir seus trabalhadores, “a norma o autoriza a fazer gratificações que podem durar dois ou três meses, mas não é permanente; servidores esforçados que trabalham de forma abnegada, muitas vezes até em tempo integral é merecedor daquilo que lhe foi pago”, afirma. Para o edil, é muito contraditório assegurar que existam pessoas a serviço da prefeitura que são empresários e fazendeiros donos de posse, “ninguém largaria sua vida para ganhar apenas mil reais. É sem lógica”, salienta.
Questionado a respeito da disparidade de salários na prefeitura, Damasceno disse que existem cargos na administração que merecem ser bem gratificados e garante que não existe irregularidade, “estamos zelando pelos recursos públicos e não entramos em nenhuma crise financeira”, ressalta. A respeito dos salários de professores que muitas vezes estão em atraso, Chico disse que houve reajuste nos salários dos professores e não há indicio de atrasos, “o prefeito tem até desejo de pagar mais porque os professores merecem, no entanto temos que cumpri o que manda a lei e não podemos ultrapassar o índice de responsabilidade fiscal” declara. Sobre sua afirmativa de que há na administração existem vários erros e que estes deveriam ser acertados, Chico de Dega não interpelou e proferiu que a prefeitura precisa concertar suas falhas, “existem erros a ser corrigidos, a administração é grande, são diversas pastas e secretarias, mas tem muita gente esforçada que está trabalhando, as falhas estão sendo ajustadas”, completa.

Sobre denúncia de supersalários na prefeitura de S. A. de Jesus, secretária rebate: “Aqui não existe caixa dois”

A polêmica do supersalários pagos pela prefeitura municipal de Santo Antônio de Jesus a seus servidores “apadrinhados” foi denunciada pelo vereador Antônio Nogueira, conhecido Tom (PSB) na última segunda-feira, na Tribuna da Câmara de Vereadores vem repercutindo. A secretária de administração Luciene Pinto, em entrevista a Andaiá FM, disse que a denuncia é inverídica baseada em dados mal interpretados. Segundo ela, o vereador Tom usou documentos enviados a Casa Legislativa para lançar dúvidas à sociedade, e afirmou que a ação é infame, “ele faz uma amostragem em um papel não timbrado, com colagem de alguns salários de servidores, sem mostrar realmente do que se trata; que tipo de evidência é essa?”, arguiu. Para a secretária, existe uma diferença entre salário e gratificação e salientou que cada servidor, contratado ou efetivado, tem seu salário base conforme a lei, “a remuneração é o conjunto de gratificações que servidores e funcionários têm o direito de receber, de acordo ao cargo exercido”, explica. Ao contrario do que foi apresentado pelo vereador Antônio Nogueira, a secretária de administração observou apenas cargos e soldos depositados, exemplificou que a mesma prática era feita na gestão do ex-prefeito Euvaldo Rosa (PSB), “ele expôs somete aquilo que lhe convinha para enganar em suas alegações”, rebate. No intuito de desfazer as acusações de Tom, Luciene Pinto expôs contas dos anos de 2011 e 2012, referentes a gestão anterior onde agia tal qual igual a nova administração sem ter tido divulgação, “comprovamos a irregularidade, pior porque nenhuma está embasada na Lei de responsabilidade fiscal. A adversidade dele é que em nossa gestão não existe caixa dois”, argumenta.

14 setembro 2014

Dilma vai para o confronto com Marina usando os mesmos métodos de terror que o partido condenava no passado

Diante da ameaça de perder a eleição, a campanha da presidenta Dilma Rousseff partiu para um ataque sórdido contra a candidata do PSB ao Planalto, Marina Silva. Munida de impressionante desfaçatez, a propaganda do PT lançou mão, na última semana, dos mesmos métodos que combatia num passado recente. Numa tentativa clara de manipulação, a presidenta ocupou o horário eleitoral na televisão para dizer que a proposta de Marina Silva de conceder autonomia ao Banco Central vai enriquecer ainda mais os banqueiros e prejudicar a população. O vídeo, totalmente apelativo, mostrou uma família vendo a comida desaparecer do prato. As cenas estão recheadas de um cinismo explícito, pois o governo Lula, no qual Dilma foi gerente e chefe da Casa Civil, não apenas adotou a autonomia operacional do Banco Central como fez mais: indicou um banqueiro, Henrique Meirelles, para presidir a instituição e conferiu à presidência do BC o status de ministério. Nos dois governos de Lula, nem o Ministério da Fazenda, ao qual o Banco Central deveria estar subordinado, podia dar ordens a Meirelles. Se, como prega a peça publicitária do PT, seria lícito dizer que aumentar os juros é jogar afinado com os banqueiros, então nunca antes na história um governo esteve tão em sintonia com os bancos como o do PT. 
A propaganda petista também agiu com descaramento quando acusou a adversária do PSB de se opor ao uso dos recursos do pré-sal para financiar a educação. Os petistas escondem o fato de terem resistido à proposta que destinou 10% dos recursos do petróleo para o ensino público. Na época das discussões sobre o assunto no Congresso, o governo atuou nos bastidores pela liberdade para escolher onde seriam feitos os investimentos. A verdade factual, no entanto, parece estar longe da campanha petista.As pesquisas realizadas depois da mudança no discurso da presidenta mostram que ela recuperou pontos na corrida eleitoral e neutralizou a vantagem de Marina Silva em um eventual segundo turno. A diferença, que já foi de dez pontos percentuais, caiu para quatro e as duas encontram-se empatada,s considerada a margem de erro, de acordo com o último Datafolha. Não foi a primeira vez, nesta campanha, que o PT recorreu ao medo e a golpes baixos a fim de obter êxitos eleitorais. Semanas atrás, numa nova tentativa de manipular o eleitor, a campanha petista comparou Marina aos ex-presidentes Jânio Quadros e Fernando Collor, numa alusão à dificuldade que ela terá de governar, sob o risco de ter o mandato interrompido. A esdrúxula equiparação foi criticada até por petistas, como o senador Jorge Viana (AC). “Essa ideia de tentar comparar Marina a Collor e a Jânio Quadros é desinteligente. Ou de querer buscar desvio ético e moral na vida de Marina, isso também é perda de tempo e não tem nenhum sentido”, afirmou. Até agora, apenas um caso provocou transtornos para a campanha da presidenta. Os tucanos entraram com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reclamando do terrorismo eleitoral protagonizado pelo PT. O tribunal considerou a linguagem do programa petista degradante e inapropriada para uma disputa democrática e determinou a retirada do ar das agressões. Para o relator do caso, ministro Herman Benjamin, o tom adotado pela campanha do PT “não combina com a postura ética que deve nortear o debate político e as campanhas eleitorais”. A constatação é de que o PT age como se o fim justificasse os meios, sendo “o fim” a eleição de Dilma, e “os meios”, as práticas de terrorismo eleitoral. Pelo jeito, para o PT vale mesmo “fazer o diabo” para vencer a eleição, usando palavras da própria presidenta Dilma. Nesse vale-tudo, quem perde é o eleitor. (Istoé)

13 setembro 2014

S. A. de Jesus: Câmara valida parecer do TCM e aprova contas do ex-prefeito Euvaldo Rosa‏

A Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, aprovou na sessão de ontem, segunda-feira (9), as contas de gestão do ex-prefeito Euvaldo Almeida Rosa, referente ao exercício financeiro de 2012. O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM) havia emitido parecer prévio pela aprovação, embora com ressalvas, das contas anuais da Prefeitura, referente ao exercício de 2012, de responsabilidade do ex-gestor. A Comissão de Finanças, Orçamento, Contas e Finanças a recebeu da Mesa Diretora e a enviou para a votação do Plenário. Não houve discussão e a maioria dos vereadores votaram pela aprovação das referidas contas. Ressalta-se que nos termos do Art. 31 da Constituição Federal, o julgamento propriamente dito das referidas contas de governo compete ao Poder Legislativo local, sendo que o parecer prévio do TCM só deixaria de prevalecer por decisão de dois terços dos membros da Câmara Municipal. (Cristina Pita Ascom CâmaraSAJ)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...