19 julho 2017

Gretchen triplica cachê após repercussão do liryc vídeo de Katy Perry

Gretchen triplica cachê após repercussão do liryc vídeo de Katy Perry
Gretchen tem aproveitado a repercussão após estrelar o lyric vídeo para música "Swish Swish" de Katy Perry. A dançarina triplicou seu cachê para os shows, de R$ 8 mil a R$ 25 mil. A musa do “Pirim Pirim” vai fazer sua primeira apresentação depois dos holofotes recebidos com o vídeo, em Mauá, no Rio de Janeiro, no próximo sábado (22). "O que posso dizer é que, ao gravar o clipe, sabia que ele ia fazer algum barulho, mas não esperava tamanho sucesso", comentou a dançarina ao colunista Bruno Astuto, da revista "Época". Gretchen também se apresentará em Salvador no dia 29 de julho. 

Ring girl Jhenny Andrade posa de fio-dental e provoca: "Tô perdoada?!"

Ring girl Jhenny Andrade posa de fio-dental e provoca: "Tô perdoada?!"
A modelo Jhenny Andrade, ring girl do UFC que ganhou notoriedade no Brasil e no exterior ao postar fotos na casa de Neymar durante as festas de fim de ano em 2015, postou uma foto exibindo seu corpo escultural com uma calcinha fio-dental. Recentemente ela postou um vídeo no Instagram mostrando seu bumbum perfeito ao vestir um maiô fio-dental. Jhenny Andrade nasceu em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e afirmou recentemente que tem 82cm de busto, 58cm de cintura, 93cm de quadril e 57cm de coxa. "Minha altura de verdade é 1,64cm. É galera, sou baixinha. E o meu peso é 50kg", afirmou ela. 

‘Despacito’ é a música mais tocada em streaming da história

‘Despacito’ é a música mais tocada em streaming da história
“Despacito” é a música mais reproduzida em “streaming” da história, anunciou nesta quarta-feira (19) a Universal Music Latin Entertainment. O hit, composição de Erika Ender gravado pelos porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee atingiu, em sua versão original e remix, 4,6 bilhões de reproduções nas plataformas de internet, entre elas YouTube e Spotify.  A música viralizou assim que foi lançada em janeiro e atingiu um público ainda maior depois que Justin Bieber fez um remix. Com isso, “Despacito” desbancou da liderança no ranking do “streaming” a música “Sorry”, do próprio Bieber, que havia registrado 4,38 bilhões de reproduções, ainda segundo a Universal.  Durante dez semanas, “Despacito” foi a número um das listas de mais ouvidas nos EUA, tornando-se a primeira canção em espanhol a atingir o topo desde “Macarena”, em 1996.  “O ‘streaming’ é um conector para públicos no mundo inteiro e ajudou minha música a alcançar todos os cantos do mundo”, celebrou Fonsi em comunicado. Lucian Grainge, CEO do Universal Music Group, maior indústria discográfica do mercado mundial, disse que “Despacito” é o maior sucesso de 2017.  A música também arrasou no YouTube, onde o vídeo é o quarto mais visto da história, com 2,66 bilhões de visualizações. No Spotify, era – até esta quarta-feira – a 39ª canção mais ouvida desde que a plataforma foi criada. 

Facebook começa a cobrar para o usuário ler notícias

Facebook começa a cobrar para o usuário ler notícias
Você vive caçando notícias para ler no Facebook? Prepare o bolso porque a empresa vai começar a cobrar dos usuários para ler notícias. A informação, que até pouco tempo atrás era boato, foi confirmada por Campbell Brown, diretora do Facebook. "Uma das coisas que ouvimos (…) de muitos jornais e publicações digitais é: 'Queremos um produto por assinatura — queremos poder ver um paywall no Facebook. E isso é algo que estamos fazendo agora", disse a executiva durante uma conferência em Nova York. A informação é do Olhar Digital.  O novo modelo de consumo vai funcionar com os Instant Articles, ferramenta que leva as notícias para dentro do Facebook em um formato mais suave. Ainda de acordo com o Olhar Digital, a ideia é deixar que os usuários leiam 10 notícias gratuitamente e comecem a pagar a partir daí.  De acordo com Brown, os testes iniciais da novidade serão abertos em outubro, caso haja sucesso nas tentativas, o produto vai funcionar de uma maneira mais expansiva em 2018.

Namorada de traficante que comanda o tráfico de dentro da cadeia é presa em Caetité

Namorada de traficante que comanda o tráfico de dentro da cadeia é presa em Caetité
Um homem acusado de ser traficante de drogas está preso na delegacia da cidade de Caetité, no sudoeste baiano. Segundo denúncia encaminhada à 94ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), o traficante estaria controlando o tráfico de drogas de dentro da cadeia através de outras pessoas. De acordo com o Sudoeste Bahia, diante da informação, na segunda-feira (17), os policiais localizaram a namorada do traficante, identificada como Vanessa Rosa de Jesus, de 20 anos, que negou envolvimento com o tráfico. Apesar disso, em busca na residência da mãe da jovem, foram encontradas drogas prontas para comercialização. No local, foram apreendidos 40 papelotes de substância análoga à cocaína. Vanessa foi apresentada na delegacia de Caetité, onde foi autuada em flagrante por tráfico e associação ao tráfico, sendo recambiada para a Delegacia Territorial de Guanambi. 

13 julho 2017

Considerado morto por médicos, idoso "ressuscita"

Considerado morto por médicos, idoso "ressuscita"
O gari Ronaldo Martins de Souza, de 63 anos, havia sido dado como morto após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Os médicos haviam tentado reanimá-lo e os seus familiares preparavam os trâmites burocráticos para o seu enterro -- comprando até mesmo o caixão -- quando ele surpreendeu a todos e "ressuscitou". O caso aconteceu em Manaus, no Amazonas.   Apesar de Ronaldo estar vivo, seu quadro ainda é grave. O paciente está com pneumonia e com edema cerebral e em coma induzido. A direção do Serviço de Pronto Atendimento (SPA), disse, através de nota, que o idoso deu entrada na unidade de saúde na tarde da última terça-feira (11), desacordado, em parada cardiorrespiratória e sem os sinais vitais, sendo encaminhado para a sala de reanimação.  No local, os processos foram feitos por uma hora, sem sucesso. O quadro de Ronaldo foi compatível com o diagnóstico de morte encefálica.

Febre no Nordeste, bancas de aposta esportiva ilegal “quebram” após prêmios milionários no Brasileirão

A 13ª rodada do Campeonato Brasileiro sequer acabou, e milhares de torcedores Nordeste afora já viveram momentos de intensa euforia e profunda tristeza. Isso porque uma série de sites e bancas ilegais de apostas esportivas — que viraram febre em vários estados da região desde o ano passado — simplesmente “quebraram” após os resultados da Série A de quarta-feira (12).
Logo que os jogos acabaram, começaram a circular nas redes sociais fotos de cartões vitoriosos de apostas acumuladas — aquelas em que o apostador marca vários possíveis resultados e só ganha o dinheiro se todos eles acontecerem como previsto — nos jogos Ponte Preta x Bahia, Atlético-MG x Santos, Fluminense x Botafogo, Palmeiras x Corinthians, Atlético-PR x Cruzeiro e Vitória x Vasco da Gama. A improvável combinação das cotações de todos os visitantes pagava entre mil e 2.200 vezes o valor apostado, mas foi o que aconteceu: Bahia, Santos, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro e Vasco venceram.
Tão rapidamente quanto as manifestações de alegria dos apostadores, porém, áudios de supostos cambistas e operadores das bancas se disseminaram pelo WhatsApp. O tom era quase fúnebre. “Pessoal, não adianta me ligar, me pressionar, mandar mensagem. Já entrei em contato com o dono da banca e ele falou que é impossível pagar. O prejuízo é milionário. Não vai ter condição de pagar. E vocês sabem que é jogo ilegal. Não adianta ir para a Justiça, não adianta fazer nada. Fechou a tampa do caixão”, diz um dos operadores.
“Vocês podem ter certeza: nenhuma banca vai pagar isso. A gente vai ver se faz um acordo para não deixar todo mundo desamparado. Esse jogo acabou hoje. É falência pra todo mundo”, afirma outro funcionário das bancas ilegais.
Apostas esportivas são consideradas jogo de azar no Brasil, o que impede que os sites sejam cadastrados no país. Muitas páginas, entretanto, são registradas aqui, mas em nome de laranjas. Outros empresários do setor optam por driblar a legislação por meio de cambistas que usam tablets e maquininhas de impressão em pontos físicos e de maneira ambulante, oferecendo as apostas em bares e de porta em porta.
Os envolvidos em apostas ilegais podem ser indiciados por crimes como lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, sonegação fiscal, evasão de divisas e funcionamento de instituição financeira sem autorização do Banco Central, em crimes contra a ordem econômica, tributária e contra as relações de consumo.
SITES ADMITEM PREJUÍZO
Menos de 24 horas após o início da confusão, parte dos sites de aposta “underground” começaram a admitir seus prejuízos e pedir paciência aos jogadores. O site Marjosports, sediado no Brasil e registrado em nome de “Jurema Vinte e Nove da Silva”, publicou em sua página inicial um pedido de desculpas. “Prezados, neste dia 12/07 tivemos a maior premiação de nossa história. Algo tão grande que não pudemos prever e, por consequente (sic), não pudemos nos preparar antecipadamente. Mas queremos deixar claro nosso compromisso com você que sabe da nossa credibilidade, e que honraremos todos os nossos compromissos, como sempre fizemos nestes anos que estamos juntos”, diz o texto.
Em texto semelhante, a banca Chuto Forte, cadastrado no sistema nacional em nome de “Thiago de Luna Campos”, afirma que entrará em contato com os ganhadores “para o posterior agendamento das datas”. Outro site, intitulado BetGol777 e registrado fora do Brasil, afirma que vai parcelar o pagamento dos créditos dos apostadores. “A Bet Gol 777 assume desde já o compromisso de honrar todos os débitos na condição de parcelamento, iniciando com 10% (dez por cento) do valor do prêmio, com programação de quitar todos os valores em dez vezes”, afirma o comunicado.
MERCADO VENDE ATÉ SISTEMAS DE COBRANÇA
A febre de apostas esportivas gerou todo um mercado clandestino. No YouTube, por exemplo, programadores de tecnologia da informação que vendem seus serviços para eventuais investidores no ramo ilegal. Em anúncios às claras, os profissionais oferecem o sistema pronto de impressão dos “pules”, com códigos exclusivos de cada bilhete e sistema de segurança para evitar falsificações.

12 julho 2017

Após condenação, #Lula é o tema mais comentado do mundo no Twitter

Após condenação, #Lula é o tema mais comentado do mundo no Twitter
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A ação penal envolve o caso da compra e reforma do apartamento triplex localizado no Guarujá, no litoral de São Paulo. Poucos minutos após a divulgação da sentença, publicada nesta quarta-feira (12), a hashtag #Lula liderou os trending topics no Brasil e no mundo. Cerca de 30 minutos após o anúncio, a hashtag já somava mais de 64 mil tweets. (Noticias ao Minuto)

Lula é condenado a 9 anos e seis meses de prisão no caso do triplex

Lula é condenado a 9 anos e seis meses de prisão no caso do triplex
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado nesta quarta-feira (12) a nove anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá, em São Paulo. Segundo informações do G1, a sentença foi emitida pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. Caso a condenação seja confirmada em segunda instância, pelo TRF (Tribunal Regional Federal), Lula poderá ser preso e pode ficar inelegível. O tribunal leva, em média, cerca de um ano e meio para analisar as sentenças de Moro. O ex-presidente é acusado de se beneficiar de dinheiro desviado da Petrobras na compra e reforma do tríplex no Guarujá, assim como no transporte de seu acervo presidencial após a saída do Planalto. Os benefícios teriam sido pagos pela empreiteira OAS, em troca de contratos com a estatal. A defesa de Lula poderá recorrer à sentença. (Noticias ao Minuto)

11 julho 2017

"Governo corrupto, vai cair!", diz deputado em bate-boca na CCJ

"Governo corrupto, vai cair!", diz deputado em bate-boca na CCJ
Mesmo antes da leitura do parecer do relator pela admissibilidade da denúncia contra Temer, a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara, desta segunda-feira, começou com um bate-boca por causa da leitura da ata da reunião anterior. Logo em seguida, o deputado Delegado Waldir (PR-GO), que votaria a favor da denúncia e foi um dos retirados do colegiado por decisão da liderança do partido, quase interrompeu a sessão aos gritos contra o governo, que considerou responsável pela troca.  “Governo corrupto, vai cair. Esse governo é bandido, é covarde”, gritou o parlamentar goiano. A oposição manifestou solidariedade ao deputado. No início da reunião, que começou com cerca de 20 minutos de atraso, o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), tentou pular a leitura da ata, mas depois dos protestos acabou recuando.  O deputado Major Olímpio (SD-SP), que também foi retirado por seu partido do colegiado, questionou a troca de membros na comissão e, como o colega do PR, protestou aos gritos. “É uma vergonha o que estão fazendo. Criminosos.” ‘Férias’.  O vice-líder da bancada do PMDB, Carlos Marun (MS), defendeu as trocas e disse que a manobra era “correta”. Marun – que foi incluído ontem como titular na CCJ – disse que quem precisa colocar voto no plenário é a oposição. O peemedebista disse esperar que não haja recesso enquanto o assunto não for liquidado na Câmara. “Só falta alguém achar que podemos sair de férias deixando sobre a mesa uma questão tão importante como essa”, afirmou. (Estadão Conteúdo)

Oposição tentar reverter troca-troca para salvar Temer de denúncia

Oposição tentar reverter troca-troca para salvar Temer de denúncia
A oposição a Michel Temer na Câmara vai entrar nesta terça (11) com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar anular o troca-troca de membros da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). As mudanças foram promovidas pelos partidos da base para barrar a denúncia contra o presidente por corrupção passiva. Levantamento da Folha de S.Paulo indica que a base governista remanejou na última semana nada menos que 20 dos membros do colegiado, que tem 66 titulares e 66 suplentes. "Queremos que seja reposta a composição da CCJ de quando a denúncia chegou [à comissão]. No nosso entender, é uma forma para alterar o resultado que seria alcançado com a composição original e isso com a liberação de cargos e emendas", disse o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), que pretende procurar outros oposicionistas para ingressar com o mandado. Eles também vão procurar deputados de partidos governistas que foram substituídos, caso do Delegado Waldir (PR-GO), que, revoltado por ter sido limado da comissão, chamou Temer de "bandido" e o PR de "vendido".
Pelos cálculos da oposição, antes das trocas, o governo perderia por 32 a 30. Agora, depois de todas as mudanças, os adversários do governo dizem que Temer consegue vencer por 38 a 28. "Isso fere a separação dos Poderes porque é uma ação do Executivo. Você não pode escolher o juiz em função do réu. Não é o réu quem escolhe o juiz", disse Molon. A oposição chegou a pedir a anulação das trocas na segunda-feira (10), mas o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), disse que elas são permitidas pelo regimento. "A troca mostra mais vulnerabilidade que força, o que se confirmará em plenário", disse o deputado Ivan Valente (PSOL-SP). As manobras na CCJ mostram que o governo será alvo de grande infidelidade na votação da denúncia no plenário da Casa. Para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a analisar a denúncia, é preciso nessa votação do apoio de pelo menos 342 dos 513 deputados. Com informações da Folhapress.

Eduardo Costa quase é vítima de golpe milionário; suspeito é preso

Eduardo Costa quase é vítima de golpe milionário; suspeito é preso
Um homem foi preso em Goiânia acusado de estelionato após tentar aplicar um golpe milionário no cantor sertanejo Eduardo Costa. Thales Câncio Carvalho se apresentava como Thales Ferraz e pode ter feito outras vítimas além do cantor, segundo as autoridades que investigam o caso, de acordo com o site G1. O delegado responsável pela detenção de Thales disse que o cantor sertanejo não chegou a ser uma vítima do estelionatário. O artista cancelou o contrato entre eles antes que o homem pudesse se apossar de uma residência avaliada em R$ 5 milhões, em negociação entre eles. Segundo Alessandro Tadeu de Carvalho, o contrato entre Eduardo Costa e o criminoso foi rescindido após Thales não honrar com o primeiro pagamento do acordo feito entre eles. Carvalho explicou que o suspeito se passava por um pecuarista bem-sucedido, fechava vários negócios, mas não honrava com os pagamentos. Ele dizia ainda ser uma pessoa influente e ostentava nas redes sociais, postando fotos em jatos particulares, carros caros e ao lado de pessoas importantes. (Noticias ao Minuto)

29 junho 2017

Médicos param cirurgia para verem pênaltis de Chile x Portugal

Médicos param cirurgia para verem pênaltis de Chile x Portugal
Dois médicos chilenos interromperam uma cirurgia para assistirem às cobranças de pênalti entre Chile e Portugal, nessa quarta-feira, em partida válida pela semifinal da Copa das Confederações. Em vídeo divulgado pelo jornal espanhol As, é possível ver os profissionais comemorando a vitória chilena enquanto um paciente aparece desacordado na maca. Confira.

iPhone completa dez anos: lembre o que mudou

iPhone completa dez anos: lembre o que mudou
Quando o primeiro iPhone foi lançado, em 2007, ninguém imaginava que novas funcionalidades estavam por vir para revolucionar o mundo dos smartphones. O primeiro celular da Apple tinha uma tela de 3,5 polegadas, câmera de 2 megapixels e memória interna de 8 GB. O iPhone original foi anunciado por Steve Jobs no dia 9 de janeiro de 2007, mas só chegou às lojas nos Estados Unidos em 29 de junho daquele mesmo ano. Desde o primeiro iPhone, a Apple já apresentou 14 variantes dos celulares e vendeu mais de 1 bilhão de unidades pelo mundo. O Tech Tudo reuniu uma lista de modificações que foram sendo implantadas. O design do aparelho já passou por muitas mudanças, mas uma característica sempre presente são os botões físicos. A Apple mantém até hoje os botões de volume, de bloqueio e a tecla de início. A novidade do iPhone 7 é que o botão de início se tornou touch. No iPhone 7, a Apple alterou a saída de áudio no padrão P2, obrigando os usuários a utilizar o fone com conector Lightning ou com um adaptador. O iPhone original também precisava de um adaptador para conectar o acessório. A entrada padrão de 3,5 mm só foi usada no iPhone 3G, em 2008.
As cores do aparelho e o material também evoluíram. O original era feito em policarbonato, um tipo de plástico e estava disponível apenas na cor cinza. O modelo mais recente agora é feito em alumínio e está disponível nas cores ouro rosa, dourado, prateado, preto matte, preto brilhante e vermelho. O primeiro pesava apenas 135 gramas e o último modelo, o iPhone 7 plus, pesa 188 gramas. A tela com funcionalidade touch screen foi uma das principais novidades introduzidas pelo iPhone no mercado de celulares. O primeiro iPhone tinha display de 3,5 polegadas, com resolução de 320 x 480 pixels e densidade de 160 pixels por polegada.
Já o iPhone 7 tem tela com alta definição, com tecnologia IPS: 1334 x 750 pixels, gerando uma densidade de 326 ppi. Sua versão Plus tem 5,5 polegadas, resolução Full HD (1920 x 1080) pixels e 401 ppi. A câmera dos smartphones da Apple também deram um salto. O iPhone original tinha somente uma câmera traseira de 2 megapixels, com resolução de 1600 x 1200 pixels. Dez anos depois, o iPhone 7 tem a câmera como um dos seus destaques. As novidades são o sensor traseiro de 12 megapixels, com abertura f/1.8. Na versão Plus, a câmera traseira é dupla, com sensores de 12 MP e lentes grande-angular de abertura f/1.8 e teleobjetiva de f/2.8. Os usuários podem fazer gravação de vídeos em 4K a 30 frames por segundo ou em HD a 30 fps ou 60 fps. Os aparelhos ainda possuem flash LED, foco automático, modo HDR, estabilização automática, controle de exposição e Live Photos. Entre as mudanças também estão a capacidade de memória e a duração da bateria. A Apple disponibiliza hoje versões de 32 GB, 128 GB e 256 GB, sem a possibilidade de expansão via microSD. Em 2007, o iPhone tinha apenas 8 GB de espaço. A bateria do smartphone melhorou, o iPhone 2G tinha bateria de 1.400 mAh, com autonomia de 8 horas em ligações ou dez dias em standby. Hoje, o iPhone 7 possui bateria de 1.960 mAh, com duração de até 12 horas no 4G. Já o iPhone 7 Plus tem 2.900 mAh de bateria, com duração de até 13 horas em 4G. O preço dos aparelhos sofreu alterações diferentes no Brasil e nos Estados Unidos. O iPhone 2G custava nos EUA US$ 499, na versão de 8 GB, o valor era equivalente a R$ 1.000, pelo câmbio da época.
O iPhone 7 custa atualmente US$ 199, o que dá por volta de R$ 660. No Brasil, o celular custou oficialmente R$ 3.499 com 32 GB, e pode chegar a R$ 4.299 se o consumidor quiser armazenamento de 256 GB. Com display maior, o iPhone 7 Plus custa a partir de R$ 4.099. O Tech Tudo destaca que, considerando apenas os valores nominais, sem levar em consideração a inflação do período, a impressão que fica é de que o iPhone caiu de preço nos Estados Unidos, enquanto ficou mais caro no Brasil. (Noticias ao Minuto)

Caixa começa a liberar crédito do Plano Safra na próxima semana

Caixa começa a liberar crédito do Plano Safra na próxima semana
A Caixa Econômica Federal informou nesta quarta-feira (29) que disponibilizará mais de R$ 10 bilhões para o ano safra 2017/2018, que começa em 1º de julho. O crédito estará disponível em linhas com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A maior parte dos recursos será para custeio da produção agrícola.  Os agricultores interessados poderão apresentar suas propostas nas agências da Caixa a partir da próxima quarta-feira (5), quando o banco já estará apto a contratar as operações com as condições do Plano Safra 2017/2018 para produtores rurais e cooperativas. No início deste mês, o governo federal anunciou R$ 190,25 bilhões em recursos para o plano.  Os empréstimos obedecerão às novas regras do Plano Safra. Os recursos dos depósitos à vista foram direcionados para o crédito de custeio e houve alteração no limite de contratação, permitindo que o produtor contrate a totalidade do limite de R$ 3 milhões em qualquer momento do ano. As taxas de juro do custeio agrícola e pecuário foram reduzidas em um ponto percentual, para 8,5% ao ano.  Para agricultores com faturamento bruto anual máximo de R$ 1,76 milhão, que se enquadram no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), os juros serão de 7,5% ao ano.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...