15 outubro 2014

Advogada diz que acusados de linchar autor de crime em Varzedo podem pagar judicialmente, se forem identificados

Já é de costume dos curiosos filmar as tragédias que acontecem no Brasil, como por exemplo, assassinatos e acidentes. Alguns vídeos estão rodando pela rede mostrando as cenas do duplo homicídio ocorrido na cidade de Varzedo na última sexta-feira (10), onde o acusado foi linchado e morto em Praça Pública, fato que é crime, visto que foi um homicídio. Em entrevista a Andaiá FM, a advogada Dra. Lia Barroso, disse que foi lamentável a morte dessas pessoas cometida pelo autor, pois uma vida não pode ser perdida de forma nenhuma. Com relação ao linchamento do homem, ela afirmou que o cidadão não pode fazer justiça com as próprias mãos, “essa mania de atitudes furiosas da população, parentes, amigos ou quem quer que seja não pode ir à diante. Quem comete um ato ilícito precisa ser levado à Justiça, para que ela julgue e puna”, completou. Segundo a advogada, se for identificado alguém que tenha participado desse homicídio, o mesmo irá responder judicialmente. Ela acrescentou que é muito difícil identificar.A respeito dos vídeos que estão circulando pela internet, Dra. Lia destacou que é uma comunicação e não há porque esconder um fato, complementando que não abre esse tipo de vídeo, já que tem pavor a essas barbaridades, que até a faz mal. “A circulação pode de alguma forma identificar os culpados, eu acho que a polícia vai fazer o trabalho dela e depois encaminhar ao Ministério Público que é o titular da ação para oferecer denúncia àqueles que praticaram o homicídio”, ressaltou. Barroso comentou que só soube da notícia jornalística, mas não está aprofundada no caso, mas é totalmente contra o linchamento de quem quer que seja. Ela frisou que o povo de Varzedo é muito boa, mas agiu errado nesse momento e não deve tomar essa iniciativa novamente.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...