07 agosto 2014

Santo Antônio de Jesus é citada em novela Geração Brasil da Rede Globo

O santoantoniense Luís Miranda ator e  humorista que vive Dorothy, um transgênero da novela Geração Brasil da Rede Globo, não negou as origens e citou o nome de sua cidade natal em uma de suas falas que foi ao ar na última segunda-feira (04). No episódio em que Brian, personagem interpretado por Lázaro Ramos que também é baiano, regride aos 14 anos e Jonas (Murilo Benício) faz ele voltar ao normal, Miranda lembra uma fala que provalvelmente era dita pelo avô, "como dizia seu avô de Santo Antônio de Jesus: seja macho e vá vestir a cueca agora!”.  (vídeo aqui)
Biografia
A superação de desafios é um ponto em comum entre a ficção e a vida de Luís Miranda. Nascido em Santo Antonio de Jesus na  Bahia, aos 14 anos, em Salvador, entrou precocemente no grupo da diretora Sônia Brito, que, até então, aceitava apenas maiores de idade. “Ela me achou talentoso e abriu uma exceção.” Até os 17, quando foi tentar a vida no Rio, ele seguiu no teatro. Ao chegar à capital carioca, para ganhar a vida, como tinha formação em dança, trabalhou como preparador corporal. Um ano depois, mudou-se para São Paulo, onde ingressou na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (USP). Começou, então, a trajetória bem-sucedida como ator. Ainda na faculdade, ganhou prêmio revelação. O feito repetiu na peça de estreia, Angels in America, em que foi indicado ao prêmio de ator coadjuvante pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). O passo seguinte foi o grupo Teatro da Vertigem. Pela sua atuação em Apocalypse 1,11 recebeu a indicação ao Prêmio Shell.Mas foi pelo papel em Sob nova direção, da Globo, que conquistou as massas e foi levado a aceitar desafios no cinema, em filmes como Carandiru, de Hector Babenco; Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky; e Meu nome não é Johnny, de Mauro Lima. O público verá, ano que vem, mais duas atuações do ator, que acaba de filmar Trampolim do forte, do cineasta João Rodrigues; e Quincas berro d’água, de Sérgio Machado. Outro projeto que manterá ao longo deste ano é o monólogo 7 conto, com esquetes de seus personagens, dirigido pela atriz Ingrid Guimarães. A peça já passou por Belo Horizonte com sucesso e, no fim do mês, retorna à capital para curta temporada (que inclui ainda a cidade de Contagem). Para quem gostou de vê-lo no papel de Alex, primo de Jean Charles, uma notícia quente: o ator acaba de ser sondado para a continuação do filme.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...