17 julho 2013

Sobre Rua da Linha prefeito de SAJ afirma: “É como um dente cariado tem que ver direito para aí consertar o dentinho”


O prefeito de Santo Antônio de Jesus, Humberto Leite (PDT), esteve realizando visitas à quadra de esportes em construção do Bairro Alto Santo Antônio. Em entrevista cedida ao Voz da Bahia, com participação dos repórteres Juracy Santos, Ney Bachely e Tino Alves, o gestor comentou sobre assuntos importantes e polêmicos durante os 7 meses da sua administração e a política no município.
Voz da Bahia – Qual o objetivo do prefeito nesta quarta-feira "in loco" aqui no Alto Santo Antônio?
Humberto Leite - Tiramos a manhã para visitar as obras e verificar os serviços que estão sendo realizados pela prefeitura, então, ficamos animados e saímos visitando vários locais e estamos averiguando para adotar as providências aos serviços que não estão a contento.
VB – E a Reforma Administrativa que é uma promessa do senhor desde início do ano, quando vai sair de fato?
Humberto – Estamos elaborando, a Câmara de vereadores está em recesso, então logo no retorno da Casa Legislativa aos seus trabalhos normais enviaremos a Reforma para a aprovação dos edis.
VB – Em relação à reforma da Praça Padre Mateus que o senhor prometeu logo após os festejos juninos, o que tem a falar?
Humberto – A promessa da reforma da Praça Padre Mateus foi para o fim do ano. O projeto já está quase pronto e quando estiver realmente concluído vamos fazer uma reunião ampla para mostrar o projeto. Esta obra será iniciada ainda este ano, mas a conclusão será em 2014.
VB – O Deputado Federal Nelson Pelegrino (PT) afirmou em entrevista à Rádio Recôncavo FM que até o momento a secretaria da juventude, prometida pelo atual gestor, ainda não foi para as mãos do Partido dos Trabalhadores. Como o senhor vem acompanhando essa temática do PT em anunciar esses desabafos na imprensa?
Humberto – O Pelegrino é um deputado atuante, nosso amigo e ele sabe que não estou fazendo nada de errado. O que eu prometi para o PT é quando eu fizesse minha reforma administrativa iria convidá-los para participar de uma secretaria. Como ainda não fiz a reforma, não estou devendo nada a ninguém.
VB – São comuns as reclamações referentes à Central de Marcação do município. O prefeito está atento a essas reivindicações?
Humberto – Diariamente a gente atende em torno de 500 pessoas. Um dois ou três que se sentem prejudicados de alguma forma está fazendo uma “zuada danada”. Então não podemos proibir e a cada dia estamos capacitando melhor os nossos funcionários para que nada de ruim aconteça. Temos que estar preparados para as reclamações e mesmo quando tais reclamações são de pessoas que despeitadas, que perderam as eleições e quer chatear a gente. Mas mesmo assim a gente atende. Acontece muito de a gente mandar algum funcionário trocar uma lâmpada queimada e quando chegam ao local não tinham nenhuma lâmpada queimada, então sabemos que foi mais uma brincadeira.
Ex-presidente da Câmara Délcio em visita ao Minha Casa, Minha Vida com Humberto
VB – O prefeito esteve hoje com o ex-presidente da Câmara, vereador Délcio Mascarenhas (PP), oposição ao seu governo e em algumas fotografias ambos aparecem juntos. Como estão às discussões políticas  junto a ele, mais amenas?
Humberto – Ele estava nos acompanhando nas visitas no Minha Casa, Minha Vida, ficou um pouco conosco e em seguida foi embora. Na oportunidade a gente visitou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e fiquei triste porque a empresa que estava realizando o serviço paralisou e desapareceu. Vamos fazer todo o trabalho novamente porque, mesmo que a gente queira entregar para outra construtora, ninguém vai querer emprestar seu nome para uma obra quase pronta.
Ney Bachely – Após a requalificação asfáltica as faixas de pedestres foram apagadas e a população solicita que sejam refeitas urgentemente. O senhor não acha que está demorando muito?
Humberto – Ainda este ano nós já fizemos duas ou três vezes as pinturas das faixas de pedestres fizeram em janeiro, em março e antes do São João, quando aconteceu a requalificação asfáltica. Mas vamos fazer mais uma vez e de maneira paliativa porque o nosso serviço do asfalto ainda não está pronto. Dentro de oito dias a faixa estará pronta.
Juracy Santos – A obra de requalificação asfáltica na Rua da Linha começa quando, já que a mesma foi prometida em campanha como obra prioritária no início de gestão. O senhor se comprometeu com os seus eleitores daquela localidade, porque tanta demora?
Humberto – Nós passamos na Rua da Linha e verificamos que o rolo está passando a massa asfáltica nos buracos. Após esses serviços preliminares é que a gente vem com a camada asfáltica. Dessa forma, vamos ter um asfalto de boa qualidade, estamos fazendo o reparo da pista e antes o asfalto era jogado de cima do caminhão e do jeito que caia e não ficava, mas na nossa administração isso não acontece. Colocamos a massa na quantidade certa, passamos o rolo e acreditamos que nesta quinta-feira (18) vai estar com todos os buracos da Rua da Linha praticamente tapados. É como um dente cariado, o dentista tem que ver direito para aí consertar o dentinho. Não tem pressa meu querido Juracy, tem ano e anos que aquela obra foi prometida. Eu prometi e vou cumprir.
Voz da Bahia – Os vereadores Dema do Leite (PP), Luiz do Alto (PP) e Tom (PSB) deram entrada com um inquérito na Câmara de vereadores solicitando informações dos gastos no São João. O prefeito está ciente desse assunto?
Humberto – Estou ciente sim e, inclusive, estou preparando um dossiê porque me espelhei muito na gestão do meu antecessor. Então vamos confrontar: eu trouxe doze grandes bandas e ele trouxe três e os gastos não foram muito diferentes; eu fiz cinco dias de festa e eles fizeram quatro. O nosso objetivo é fazer uma grande festa para que a população também lucre com isso, está todo mundo com seu dinheiro guardado do lucro retirado do São João.
Tino Alves – Em relação a algumas demissões na prefeitura devido à fiscalização do Ministério Público, o qual identificou que a folha do município estava saturada, o que o prefeito tem a falar sobre isso?
Humberto – Quando nós assumimos a prefeitura, não encontramos quase ninguém. Então a demanda de funcionários teve que ser contratada de forma emergencial. Diante disso, o promotor me chamou, conversamos e já podemos dispensar muita gente porque no açodamento colocamos pessoas até em excesso em alguns lugares da administração, iss já estamos consertando.
Tino Alves – Após o São João o prefeito realizou uma reunião com a imprensa e vários assuntos foram discutidos. Ainda nessa reunião foi perceptível que Humberto Leite estava um pouco chateado com o proprietário da produtora que realizou a festa junina. Passado esse momento, o que mudou de lá pra cá?
Humberto – Não mudou muita coisa. O São João do próximo ano será outra estrutura e, inclusive, vamos usar mais o pessoal da prefeitura, uma vez que todo mundo aprendeu. Tenho certeza que o evento junino será muito melhor.
Tino Alves – É do conhecimento do prefeito que ainda existem bandas que se apresentaram durante o São João e que ainda não receberam a segunda parte do pagamento?
Humberto – Não estou sabendo de nada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...