17 julho 2013

MC Daleste foi morto por ter caso com namorada de primo de integrante do PCC, diz testemunha

Um depoimento de uma testemunha reforçou a hipótese de que que o funkeiro Daniel Pellegrine, o MC Daleste, tenha sido morto em um crime passional. O relato foi divulgado nesta quarta-feira (17) pela TV Record. A testemunha diz que a pessoa que matou Daleste é um ladrão conhecido de um bairro de Sumaré, primo de um integrante da facção criminosa PCC e que atirou contra o funkeiro porque soube que ele estava tendo um romance com sua namorada.  Ainda segundo o depoimento, a namorada desta pessoa já estaria jurada de morte pelo caso com Daleste - a facção encomendou a morte da moça para um prazo de 15 dias. O atirador também seria "julgado" pela facção.

Segundo a testemunha, o atirador foi ao show de MC Daleste com amigos no dia do crime. Durante o show, foi chamado de "corno" pelos companheiros, que disseram "olha o cara que pegou sua mina". Diante disso, ele teria atirado. A testemunha disse à polícia que suas denúncias têm base em uma conversa que teve com um amigo em 12 de julho - essa pessoa pode ajudar nas investigações. O depoente disse ainda que o atirador não esperava que o caso fosse ter a repercussão que atingiu. Uma simulação do crime será feito nesta quinta-feira pela polícia de Campinas, que quer esclarecer questões como de onde partiu o tiro, qual foi a trajetória da bala e qual foi a arma. As principais testemunhas não estarão presentes, como acontece em reconstituições. A simulação terá peritos, fotógrafos e desenhistas para traçar uma planta exata do local. O trailer do palco também será usado pela polícia. (Correio)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...