01 março 2018

Engenheiro responsável pela reforma da Câmara de SAJ desmente Altemir e Pedro e diz: “Se brigam querendo a presidência da Casa, isso é problema deles, não meu”

Engenheiro responsável pela reforma da Câmara de SAJ desmente Altemir e Pedro e diz: “Se brigam querendo a presidência da Casa, isso é problema deles, não meu”
Na última sessão da Câmara de Santo Antônio de Jesus, de terça-feira (27), os vereadores: policial Altemir Dias (PTN) – 1º Secretário, Pedro Ribeiro, conhecido Pedro de Têca (PSD) – Vice-presidente e Gerson Pereira, popular Irmão Gerson – 2º Secretário formulara uma representação ao TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) e no MP (Ministério Público) contra o presidente da Câmara de Vereadores, Antônio Barreto Nogueira, popular Tom (PSB). Na Tribuna da Câmara, Altemir denunciou que a empresa responsável pelas reformas da Casa legislativa, a ‘Viera Santos Transportes e Construção Ltda.’ não existe no endereço informado. Dr. Rycart Pinheiro, um dos proprietários da empresa, procurou a redação da Voz da Bahia e em entrevista ao programa ‘Meio-Dia e Meia com Marcus Augusto’, afirmou categoricamente que são acusações infundadas de Altemir e Pedro, “eu as recebo com muita surpresa”, disse. ‘Infundada?’, mostrando-se surpreso o apresentador do programa questionou, e veementemente Rycart garantiu: “Claro que é! Eu respeito os vereadores, o Altemir que é meu amigo, o Pedro de Têca também e respeito à vontade que eles têm de procurar a verdade, está certo em querer procurar a verdade, mas o caminho foi completamente equivocado porque todo documento dessa empresa está publicado para quem quiser, não só o vereador, você internauta vá ao seu computador no site do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios). Está publicado tudo que foi feito. Nada é ilícito, nada é ilegal. Eu entendo que se há um briga politica pela presidência da Câmara, já vem eleições aí, podem brigar a vontade, mas não mexam com a empresa porque a gente só quer trabalhar e ganhar a vida honestamente”, ressaltou. 
A antiga Câmara sofria risco de incêndio: O engenheiro ainda advertiu o quanto era necessária essa reforma, “tinha risco até de incêndio na Câmara. A reforma foi feita na hora certa, nós não estamos reformando a Câmara, nós apenas fizemos o projeto, não só eu como vários profissionais que participaram dessa empreitada. Voltando a existência ou não, o próprio Altemir que é meu amigo, e Pedro se quisesse ir à sede da empresa, é na zona rural de Jaguaripe. Chamasse-me eu tinha o prazer de leva-los lá. Agora talvez o espanto porque eles devem imaginar como é que uma empresa pode ser na zona rural? A gente não pode discriminar o pessoal da zona rural. Não pode vir de encontro. Outras grandes empresas aqui do município são na zona rural. Isso não macula sua imagem você ser da zona rural, qual é o preconceito? questionou.  Rycart ainda completou: “A empresa possui toda documentação, tem Alvará inclusive de 2018 registrada no CREA (Conselho de Engenharia e Agronomia). Então, se houvesse dúvida no caminho, que viesse até a mim, não pode sair por aí difamando só porque não encontrou um documento, ou sair dizendo de maneira infundada que não há o endereço, pesquisem direitinho”, contou.  
Exigir retratação: Um dos pontos levantados pelo apresentado  foi se a empresa já teria recebido formalmente alguma notificação dos vereadores pelo MP (Ministério Público). Rycart informou que não recebeu ainda nenhum documento, ou notificação sobre a acusação, e então disse que essa denúncia são frutos de briga política, “estou aguardando o pronunciamento pra eu exigir que eles se retratem. Isso não pode acontecer, se eles brigam querendo a presidência da Casa, isso é problema deles, não meu. Eu tenho que trabalhar. Não só eu como os outros profissionais que dependem da empresa. Essa não é uma empresa feita agora, já tem oito anos, esse não é o primeiro serviço, temos serviço até fora da Bahia. Nós temos obras federais. Então não pode dizer que é uma empresa fantasma. Se quiser brigar entre si, podem brigar a vontade, agora não nos envolva e não fale inverdades para a população que isso vai cai mal para eles, não é bom”, afirmou.  Ao ser questionado por um internauta se o mesmo era funcionário da prefeitura o engenheiro deixou bem claro que não tem vínculo algum, “sou funcionário público, não. Eu tenho a empresa. Só empregado da Vieira Santo e sou professor da Facemp”, respondeu em meio a tantos questionamentos do público no programa.  
Alguma conversa com Altemir? Dr. Rycart disse também que chegou a ter um diálogo com o vereador Altemir antes do mesmo dar entrada com a representação no TCM, “eu tive uma conversa informal, rápida com o vereador e ele dizendo que iria investigar, eu disse tudo bem, sem problemas”, expos. Segundo o engenheiro na época o vereador não disse o que iria investigar “ele desconhecia o processo, esse é um processo que qualquer pessoa pode ir à página do TCM, será que eu vou ter que ensinar isso aos vereadores?”, interrogou.  Em vários momentos o Dr. Rycart atribuiu todo esse questionamento a respeito da empresa à briga política pela presidência da Câmara, em determinado momento ele comentou essa afirmação “não tem outra explicação. Não teria alternativa porque no endereço que consta em todos os documentos da empresa, existe a sede da empresa. É uma empresa pequena, que está em reforma, mas há sim a empresa e convido todos os vereadores a conhecer o local o vereador que desejar, eu levo lá pra mostrar com horário e data que desejarem", concluiu.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...