01 dezembro 2015

Pediatras alertam para surto de catapora


Quem tem filhos pequenos deve ficar atento ao surto de catapora que já atinge o município nas últimas semanas. Segundo especialistas, o aumento no número de casos é comum nesta época de troca de estação e, por isto, os pais precisam ficar atentos ao surgimento dos primeiros sintomas da doença, também conhecida como varicela. A catapora é altamente contagiosa e, em 99% dos casos, evolui bem e está curada em uma semana. De acordo com a pediatra Márcia Silva, a doença pode ser facilmente diagnosticada a partir do surgimento de bolhas de água na pele, que coçam muito e se transformam nas famosas feridinhas vermelhas. A doença também pode vir acompanhada de febre, coceira, falta de apetite e vômitos. O pediatra lembra que a doença é muito contagiosa e que a disseminação ocorre com frequência em ambientes como escolas e creches. “O mais importante é que, detectadas as primeiras bolhas, a criança seja submetida a um tipo de isolamento, longe da escola, para evitar que outras pessoas sejam contaminadas”, orienta, ao lembrar que, ao contrário da crença popular, a doença é mais contagiosa justamente na fase inicial. “A contaminação existe enquanto há umidade nas bolhas. Depois que as feridas secam, não há mais risco de transmissão e a criança pode retornar ao convívio escolar e social”, garante. O tratamento, geralmente, é feito apenas para amenizar os sintomas, como febre e prurido (coceira). Na maior parte dos casos, a doença evolui bem e está curada em uma semana, mas há casos mais graves em que pode até provocar a morte. A vacina contra a catapora não está disponível no calendário nacional de vacinação e pode ser obtida apenas na rede particular, que deve ser repetida a cada 5 ou 10 anos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...