18 abril 2015

Sobre denúncia de extorsão, ex-chefe da licitação de S. A. de Jesus diz: "Não estou envolvido em nenhum esquema”

Após ser citado por estagiário da Secretaria da Fazenda como um dos acusados no suposto esquema de extorsão através de fiscalização de obras, o ex-chefe de licitação da prefeitura municipal de Santo Antônio de Jesus, Ralfh Nery concedeu entrevista a rádio Andaiá FM para esclarecer se defender e esclarecer esse caso. Iniciando sua fala com uma frase de incentivo cristão, ‘Deus não está morto’, Nery disse ser vítima quando citado no envolvimento de chantagem. De acordo o coordenador de projetos especiais, a sua apresentação na delegacia de polícia da cidade, foi simplesmente para saber do andamento dos autos e os motivos pelo qual o seu nome foi ligado ao crime, “estive na delegacia não acareado e sim de livre espontânea vontade. Fui vítima de uma calúnia e em momento algum me envolvi em qualquer esquema”, afirmou. Mostrando-se chateado com a situação, Nery declarou que o delegado responsável pela investigação disse que seu nome foi citado, mais que não existia intimação para que ele venha depor, "o testemunho do estagiário apenas falou para quem trabalhava. Perguntou apenas quem teria indicado ele a vaga de estagiário. Pessoas de má fé pegam as coisas no ar e lançam sem medir as consequências. Envolvem o nome de uma pessoa de bem em boatos infundados”, alegou. Ainda de acordo Nery, a contratação do estagiário Ivan Almeida de Jesus se deu por análise de currículo, onde o perfil correspondia com a vaga disponível, “ele é estudante de Direito e seu perfil atendia com a vaga. Encaminhei ao setor responsável e não tive mais contato com o Ivan”, salientou.
Denúncia de Extorsão: Questionado pela repórter Tino Alves se existiram outras vítimas de extorsão ou se está sendo procurado por possíveis pessoas lesadas no esquema, Ralfh Nery disse também que a ele não teve com nenhuma pessoa a sua procura e informou que sua ligação com o secretário da Fazenda Raimundo Nonato, o conhecido "Nal Fiscal" é apenas trabalho, “eu fico no gabinete e o Nal em uma outra secretaria. Nossa ligação é estritamente de profissional. Estou tranquilo diante desta situação. Minha única tristeza é que o meu nome foi envolvido e existe certa desconfiança. Quem inventou tudo isso não sabe o que é Deus em sua vida. Mil mentiras não é páreo para uma verdade”, concluiu.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...