17 abril 2015

Homem que se passa por advogado para roubar comerciantes na Bahia já cometeu os mesmos atos em S. A. de Jesus

Um golpe que vem sendo aplicado nas cidades de Teixeira de Freitas e Eunápolis, no extremo sul do estado, preocupa comerciantes da região. De acordo com testemunhas, um homem entra em uma loja, diz que é advogado do proprietário do estabelecimento e pede uma quantia em dinheiro. Os funcionários de uma farmácia que fica na Avenida Presidente Getúlio Vargas, no centro de Teixeira de Freitas, foram vítimas do golpe. O suspeito chegou ao balcão e afirmou que o dono tinha autorizado que ele recebesse R$ 990, segundo os atendentes. Como não tinha o dinheiro no caixa, eles levaram o estelionarário até o setor financeiro da farmácia. Câmeras de segurança registraram o momento em que o homem conversa com a supervisora finanaceira da farmácia e simula uma ligação para o dono, recebe o dinheiro e sai com tranquilidade do local. O golpe ocorreu no último dia 9 de abril. "Ele deixou bem claro que ele sabia onde estava meu patrão, que estava viajando, ele sabia que lá estava chovendo. Deixou a entender que o meu patrão não ia falar comigo, que liberasse o dinheiro para ele", contou uma funcionária, que preferiu não se identificar. Em Eunápolis, o mesmo golpe foi aplicado em uma loja. Câmeras de segurança do local também registraram a ação. O suspeito aparece nas imagens vestido com a mesma roupa. Segundo a funcionária da loja, ele se identificou como Doutor Flávio e disse que teria ido receber R$ 950 para pagar uma escritura da loja. Quando a funcionária pediu que ele voltasse no dia seguinte, quando a dona estaria no local, ele simulou uma ligação para a proprietária dizendo que a funcionária não queria dar o dinheiro. Nesse momento, a vendedora saiu do balcão, buscou o dinheiro e entregou ao suspeito. O delegado de Teixeira de Freitas, que investiga o caso, faz um alerta e orienta como os funcionários devem agir em situações como essa. "A pessoa está falando com o seu patrão? Então fale com o patrão. Ah, mas o patrão não quer falar, desligou o telefone. Então pegue o seu telefone e ligue do seu telefone para o patrão, para saber se houve essa situação ou não. E agora, aqui, vamos deixar o telefone 197, da Polícia Civil, para que qualquer pessoa que veja as imagens, para que possa nos informar 'olha, se parece com fulano ou é fulano', 'mora em tal lugar ou não é daqui, é de tal cidade'. Todas as informações que chegarem nós vamos chegar", orienta Kléber Gonçalves. Segundo informações de um empresário, o golpista já atuou nas lojas Silva Calçados, Roupa Nova e Coolci em Santo Antonio de Jesus.(G1)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...