18 novembro 2014

S. A. de Jesus: MP e Embasa iniciam projetos de requalificação do Rio da Dona

O MP (Ministério Público) e a Embasa do município de Santo Antônio de Jesus estão realizando um projeto para requalificar a barragem do Rio da Dona. Dr. Julimar Barreto, Promotor de Justiça da cidade foi entrevistado durante a noite desta segunda-feira (17) para falar sobre a reunião que aconteceu hoje, a qual abordou os planejamentos de reestruturação dos mananciais. O Promotor revela que o órgão de Justiça juntamente com a Embasa, Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) e Universidade do Estado da Bahia (UNEB), desenvolveu um trabalho por cerca de um ano, fazendo estudos, “a fim de diagnosticar os problemas existentes na barragem do Rio da Dona para, a partir daí, elaborarmos soluções. Com as pesquisas percebemos que a barragem tem recebido muitas substâncias derivadas de adubação excessiva, uso intensivo de agrotóxicos, falta de proteção nas nascentes e matas que protegem os rios”, conta. De acordo com Dr. Julimar, a situação do tanque é muito grave, pois além de estar com cerca de 30% do espelho d’água tomado por plantas, os Rios da Dona e de Areia que dão acesso à Barragem, estão seriamente comprometidos. “A Embasa fez uma consideração com o Ministério Público objetivando angariar parcerias com as prefeituras de outros municípios e órgãos como EBDA (Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola), DAB (Departamento de Ação Básica), EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), para nós fazermos uma campanha com objetivos e metas definidas a fim de recuperar e preservar o manancial hídrico da região, principalmente a barragem do Rio da Dona”, explica.
Segundo o entrevistado, alguns municípios baianos estiveram presentes na reunião e fizeram uma análise positiva, “disseram que estão dispostos a ajudar, mas uma coisa é teoria, outra é prática. Têm de ser feito um trabalho prático muito criterioso, a fim de obtermos resultados positivos, um objetivo que não deve ser ignorado é também a requalificação dos rios: de Areia (principalmente), Preto, Pardo e da Dona”, explicou. O Promotor declarou que ainda não está prevista uma nova reunião para abordar assuntos referentes ao melhoramento dos mananciais. “Em 2015, depois de fazermos a retirada de plantas, reservatórios da antiga barragem, marcaremos uma nova reunião. Após esse primeiro agrupamentos realizados com metas delineadas irão convocar a população a fim de divulgar os resultados”, destacou.
Aproveitando a oportunidade Tiago Oliveira, analista de saneamento da Embasa, um dos presentes na reunião disse que não a um tempo de ação imediata prevista, pois os programas ocorrerão paralelamente. “Tanto programas de incentivo à produção acadêmica e científica com foco no rio da Dona, como planejamento do plantio de mata ciliar em toda a bacia que contribui para esse rio, exigem a atuação de setores e ‘atores’ diferentes com um grandes desafios, portanto não há como ter uma perspectiva completa de prazo para a implementação de medidas, mas com os apoios e parcerias que temos com o Ministério Público local, esperamos que tenhamos resultados o mais imediato possível”, conclui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...