01 novembro 2014

Eleição da Câmara de Vereadores de S. A. de Jesus terá PT x PT; Uberdan diz: "não é algo pessoal"

O candidato à Presidência da Câmara de Vereadores do município de Santo Antônio de Jesus, Uberdan Cardoso (PT) foi entrevistado durante a noite desta sexta-feira (31) para falar a respeito da divisão de duas chapas para as eleições para presidente da Câmara Municipal de Vereadores, que nesse ano ficou entre o PT x PT. O edil declara que não imaginava ocorrer à situação atual. “Mas a política é imprevisível, sempre traz surpresas. Mas não há uma briga interna dentro do PT, porém existem perspectivas diferentes onde grupos entenderam que o partido era viável para gerir o sistema legislativo. Os vereadores do grupo do prefeito Humberto Leite (PDT) representa a chapa a presidente do vereador Cristiano Sena (PT), tem um comportamento decente e pautado na ética. Como acabamos no início do mandato seguindo caminhos diferentes, em oposição à campanha do prefeito, entretanto o projeto de Cristiano se aproximou mais de Humberto. Se eu não fosse candidato a presidir o corpo de vereadores, votaria em Sena, pois é uma pessoa do meu partido e eu tinha dito que votaria nele”, relata.
Opção de ficar na parte da “oposição ao prefeito” - Uberdan conta que na reunião realizada na noite de quinta-feira (30), houve o comentário de que o seu par Cristiano Sena entraria na candidatura, no entanto nenhum dos apoiadores de Humberto Leite entrou em contato com ele para comunicar o ocorrido, “e eu não sabia oficialmente de sua concorrência a vaga. Hoje pela manhã, alguns vereadores me ligaram para informar sobre o ocorrido, nem o próprio Sena fez isso, diferentemente do grupo contrário à gestão atual, que entraram em contato comigo, provavelmente por entender que meu nome garantia a independência na parte legislativa municipal, portanto me uni a essa chapa. Pediram apenas que eu inicialmente não divulgasse publicamente o anúncio de adesão ao grupo, mas estou muito tranquilo”, disse. O entrevistado deixa a decisão nas mãos do coletivo da câmara. “Se Cristiano Sena for eleito, estarei ao seu lado e se for eu acredito que ele lutará junto comigo para o benefício da cidade. O melhor caminho é conseguirmos discernimento e ética para conseguirmos sempre ir ao caminho do progresso na Câmara Municipal e o PT sempre sai vitorioso, pois ambos os lados defendem uma ideologia geral e marcha unido”, afirma.
  1. Ex-prefeito Euvaldo e seu grupo se reuniram com PT para decisão da chapa
  2. (Foto: Leonardo Souza)
Como ficará o Partido dos Trabalhadores depois do resultado das eleições da Câmara? – Uberdan relata que a equipe sairá forte independentemente do resultado. “Depois de decidido o novo presidente da Câmara, darei um abraço em Sena e direi que precisaremos pautar as medidas para a cidade de acordo com o que acreditamos. Se faltou a aproximação de ambos os lados, é preciso resgatar isso. Não há entre mim e Cristiano algum problema de origem pessoal. Considero que precisamos fazer uma reflexão e avaliar as melhores opções para o partido”, expõe.
Pretensões caso seja eleito – O edil conta que caso seja escolhido qual presidente, nunca irá ‘virar as costas ‘ para os que estiveram comigo. “Se selecionado farei com que a instituição paute como princípio a autonomia. Aproximar-me-ei mais do meu companheiro de partido e mandato Cristiano Sena. Tenho por ele grande respeito. Reconheço que no momento estamos em pontos de vista político diferentes, mas nunca em lados opostos”, concluiu.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...