10 março 2014

Ex-prefeito de Stº Antº. de Jesus ressalta: "Não apoio a candidatura do deputado Rogério Andrade"

O deputado Alan Sanches (PSD) nas últimas eleições para a Assembleia Legislativa foi o segundo mais bem votado em Santo Antônio de Jesus. O mesmo esteve na cidade onde se reuniu nesta sexta-feira (21) com lideranças políticas ligadas ao ex-prefeito Euvaldo Rosa (PSB) e a imprensa local para tratar de alianças para as próximas campanhas. Em um almoço no Mercadão Café do Shopping Itaguari, alianças foram acordadas e projetos foram lançados à mesa e o possível apoio do ex-prefeito Euvaldo Rosa pode ser fundamental para selar o compromisso de um aumento do seu próprio eleitorado. Em entrevista ao Voz da Bahia, Sanches foi ágil ao dizer que apoiará a cidade e a região em tudo o que for preciso e fará articulações para que Santo Antônio de Jesus seja sempre assistida, “estarei sustentando Santo Antônio de Jesus e farei intercambio entre o governo do estado para que coisas boas venham para o benefício dessa cidade, é isso que estamos aqui realizando, essa será sempre o meu desejo, se Deus quiser”, comentou. Na oportunidade Euvaldo Rosa disse ser um privilégio se vim apoiar um candidato que pensa no bem dos cidadãos, “termos Alan como um dos nossos candidatos é um privilégio, além de Cacá Leão e Edy Diniz. Eles representam um novo horizonte para o Recôncavo”, ressalta. Sobre Rogério Andrade, Rosa informou que para ele é algo definido, “não apoio a candidatura do deputado Rogério Andrade, temos outras opções e Rogerio Andrade não está neste círculo”, informou.
Sobre a imposição do prefeito Humberto Leite (PDT), para que o Partido dos Trabalhadores tenha que pedir perdão ao gestor para que o mesmo venha apoiar o pré-candidato Rui Costa do PT ao governo do estado, Sanches disse que é uma ação equivocada do administrador já que o governador Wagner tem amparado em obras e verbas para o município, “o governo do PT tem trazido tanto benefício para Santo Antônio de Jesus que uma ação dessas partindo do prefeito Humberto é incoerente e infeliz”, contou. Para Alan, o prefeito tem posições individuais e bastantes diferentes de seu partido, o PDT, e citou também o não apoio de Leite a UPB (União de Prefeitos da Bahia), “ele foi o único que foi em desacordo a presidente Maria Quitéria, suas posições não são as do seu partido, isso é incoerência”, asseverou. Sobre este mesmo assunto, o pedido de perdão do PT por imposição de Humberto Leite, o ex-prefeito Euvaldo Rosa disse apenas: “Eu gostaria de nem comentar, mas cada cabeça uma sentença”, concluiu.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...