19 fevereiro 2014

Mulheres fogem do guarda municipal com aparelho da Policlínica na cabeça; caso ainda repercute em S. A. de Jesus

A matéria do repórter Joselito Froes da Recôncavo FM merecia noticiário nacional ou até internacional. Ainda repercute com vários comentários nas redes sociais, veja: "Duas senhoras da zona rural relataram que estavam a meses tentando realizar um determinado exame na policlínica do município de Santo Antônio de Jesus. Apos idas, vindas, voltas e idas novamente chegaram ate o médico que realiza o exame e ai foi informado que novamente não poderiam realizar o atendimento, pois o aparelho estava quebrado. As mesmas com presença de espirito perguntaram ao medico se elas poderiam levar o aparelho para consertar. O doutor disse que sim e entregou o aparelho as duas senhoras. Elas não vacilaram, pegaram o aparelho botaram na cabeça, como se fosse uma lata d’água e saiu cidade a fora. Ao retornarem todas suadas com aparelho já consertado o entregaram de volta ao doutor; veio aí outra decepção, o medico informou as senhoras teriam que pegar a fila para realizar o exame. As duas mulheres, não contaram conversa pegaram o equipamento e saíram correndo pela cidade, o médico mandou o guarda municipal tomar o aparelho da mão das mulheres. Mulheres na frente com aparelho na cabeça e o guarda municipal atrás..." Cena linda, imaginem? Esta foi à história. Isto foi o acontecido relatado pelas senhoras na reportagem.
Grandes lições desta matéria: 
1ª lição - As duas mulheres correram com o aparelho na cabeça, perseguidas pelo guarda, passaram em frente à prefeitura municipal e foram direto em direção a radio recôncavo. Isto quer dizer da confiança e credibilidade que estas duas senhoras tiveram na emissora. Podiam ter entrado na Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus e não fizeram. Preferiram a radio. Isto meu querido Joselito confirma a nossa credibilidade! 
2ª lição - O descaso com a saúde pública por parte das autoridades e até de alguns profissionais. Por que este aparelho tanto tempo quebrado? Por que o medico em vez de chamar o coordenador da policlínica para entregar o aparelho e mandar consertar entregou as pacientes para que levassem o aparelho para reparação. Desculpe-me meus amigos internautas, mas isto é um verdadeiro descaso com a saúde publica do município! Prefeito, secretaria de saúde, tome providencias. Vamos acordar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...