08 janeiro 2014

Eduardo Campos é descrito como ‘playboy mimado’ e ‘tolo’ pelo PT no Facebook

Pré-candidato à Presidência e uma das principais ameaças à reeleição da atual líder do Executivo, Dilma Rousseff, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), foi duramente rechaçado, nesta terça-feira (7), em artigo apócrifo e sem assinatura publicado no perfil oficial do PT no Facebook. No texto, intitulado “A balada de Eduardo”, a legenda do governo chama o socialista de “playboy mimado”, “tolo” e diz que sua eleição foi obra da “boa vontade” da política petista. “Beneficiário singular da boa vontade dos governos do PT, (...) Campos transformou sua perspectiva de poder em desespero eleitoral, no fim do ano passado.  Estimulado pelos cães de guarda da mídia, decidiu que era hora de se apresentar como candidato a presidente da República”, diz o trecho que se refere ao firme apoio do governador ao ex-presidente Lula entre 2003 e 2010. Campos, que em 2012 prometia “estar com Dilma” no pleito do ano que vem, foi descrito pela sigla vermelha como um pretenso candidato “sem projeto, sem conteúdo e sem compostura política”, que “vendeu a alma” para a oposição. “[Campos] Acreditou na mesma mídia que, até então, o tratava como um playboy mimado pelo ‘lulo-petismo’, essa expressão também infantilóide criada sob encomenda nas redações da imprensa brasileira. (...) Ao descartar a aliança com o PT (...) em troca de uma probabilidade distante – a de ser presidente da República –, ele rifou não apenas sua credibilidade política, mas se mostrou, antes de tudo, um tolo”, analisa o autor desconhecido. O partido responsável pelas críticas ainda não se posicionou sobre o assunto, nem confirmou se trata-se de uma posição oficial da legenda. (BN)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...