17 outubro 2013

Vereador de S. A. de Jesus desafia deputado Rogério para um debate: “Sobre retroescavadeira, ele não é o pai da criança”

Quem é o pai da criança? Essa é a pergunta que a população de Santo Antônio de Jesus faz com relação à retroescavadeira que foi dada ao município de Santo Antônio de Jesus, que segundo o vereador Uberdan Cardoso (PT) esse foi um presente do Governo Federal, já o deputado estadual Rogério Andrade (PSD) afirmou que foi uma conquista dele para o município. O petista chegou a dizer ainda que o deputado não age com a verdade e tenta iludir as pessoas.  Em entrevista a RBR nesta segunda-feira (14), Uberdan relatou que as pessoas na rua tem lhe parado para questionar sobre a resposta do deputado Rogério Andrade nas emissoras da cidade, “eu usei legitimamente o espaço que me é concedido, que é a tribuna da Câmara de Vereadores. Questionei o fato de termos na cidade faixas de alusão a um presente que a cidade teria recebido do deputado Rogério Andrade, tratando-se de uma retroescavadeira. Eu achei interessante por que em Aratuípe, cidade vizinha a qual sou natural, também vi uma faixa da prefeita agradecendo ao deputado pelo mesmo presente, um amigo de Elísio Medrado me ligou para dizer que lá houve uma festa para receber a retroescavadeira que o deputado mandou também”, comentou. Ele afirmou ter ficado feliz por saber que o deputado tem se preocupado com a região, mas acha que o modo de operar não é esse, por que há uma ação do Ministério do Desenvolvimento Agrário que determina máquinas, sobretudo para cidades com mais de 50 mil habitantes. Conforme Cardoso, o deputado diz que recebeu essa máquina via CAR e através de um deputado federal que não diz o nome teria escolhido a cidade de Santo Antônio de Jesus, então ele questiona: “Se a CAR escolheu Santo Antônio de Jesus através do deputado e conseguiu essa retroescavadeira, como foi que aconteceu em Aratuípe e Elísio Medrado?”, questionou. Uberdan salientou que Rogério ligou para a rádio e rebateu sua colocação na tribuna da Câmara, mas seu papel de fazer isso no debate do Legislativo é do vereador, “não acho que o papel do deputado tenha sido esse de ligar pra emissora e fazer esse debate de uma retroescavadeira, por que como vereador eu tenho tratado de pautar meu mandato em discursão de grandes sistemas, por exemplo, tenho me preocupado com a educação de SAJ, mas não com a educação dos outros e sim com o IDEB do município, com a construção do IFBA, com a UNEB que tem sido esquecida a cada dia mais pelos governos, a UFRB, que inclusive é um parceiro do sindicato dos comerciários, as faculdades privadas e na saúde”, completou. O vereador acrescentou ainda que é preciso entender que muitos municípios da região que são pactuados com o HRSAJ acabam não prestando serviço de atenção básica nos PSFs e essas demandas acabam indo para o Hospital Regional que serve para atender alta complexidade, dentre muitos outros problemas sérios do município. O vereador Uberdan destacou que espera do deputado Rogério Andrade um debate sobre os grandes temas e não um rebatimento por causa de uma retroescavadeira. Ele garantiu que gosta muito do deputado, mas precisa dizer que ele não é o pai da criança, “talvez o deputado tenha tido a possibilidade de reconhecer o projeto do Governo Federal e trazer essa máquina pra o município. Eu só queria entender por que foi mandado para vários municípios, mas também isso não precisa ser debatido, o povo precisa de outros debates”, apontou, indagando ao deputado quantos projetos ele teve em 11 anos no cargo, com relação ao Recôncavo da Bahia.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...