08 outubro 2013

Presidente da Câmara de Amargosa se dá a 'nota 10' e diz: “Faço tudo bem feito”

Cinco vereadores da cidade de Amargosa entraram com um mandato de segurança requerendo que os salários dos edis passassem a serem no valor de R$ 6 mil reais. O mandado foi atendido pelo Juiz da Comarca de Amargosa, Dr. Alberto Fernando Sales, contudo a Câmara de vereadores atendeu a decisão do juiz, mas recorreu para o TJ - Tribunal de Justiça, onde recebeu o pedido dos vereadores suspensivo, significando que pode ainda voltar a ser tramitado na justiça. A respeito deste assunto, o presidente da Câmara de vereadores da cidade de Amargosa, Marcos Paulo Andrade Sampaio, conhecido Marquinhos da Saúde (PDT), em entrevista cedida ao repórter Marcus Augusto do portal Voz da Bahia, informou que o MP (Ministério Público) entendeu que as provas dos edis inviabilizavam o processo legislativo na parte financeira. Atualmente os vereadores da cidade de Amargosa recebem a quantia de mais de R$ 4 mil reais. “Se o mandato de segurança fosse aceito a Câmara não teria como pagar o valor de R$ 6 mil reais, uma vez que a gente passava do limite prudencial”, disse. 
  1. Após suposto atentado presidente da Câmara teve de usar bengala
Lembrança da suposta tentativa de homicídio: Na madrugada do dia 02 de julho do ano corrente, o presidente da Câmara afirma que sofreu um atentado em sua residência, tendo que fugir pelo telhado da casa, sofrendo diversas fraturas na queda. A respeito disso, Marquinhos garante que a ação já está resguardada na justiça, o processo já foi instaurado “e já perdoei a todos que cometeram o ato e Deus está me fortalecendo a cada dia mais para minha recuperação”, disse. Segundo ele, a justiça acatou algumas medidas, como manter o acusado afastado de sua pessoa, mesmo respondendo o processo em liberdade através de um Habeas Corpus. O acusado é esposo da vereadora do mesmo município, Viviane. “Eu não tinha nada contra ele, isso foi uma mera situação política que já foi resolvida e agora só pertence a Deus e a Justiça”. No momento, o vereador diz que pretende terminar o mandato e dar prosseguimento aos seus projetos no município. Marquinhos concluiu a conversa dando nota 10 a sua gestão a frente da Câmara de Vereadores, “nota máxima, pois tudo tenho feito para o engrandecimento dos meus pares na Casa Legislativa”, garantiu. voz da bahia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...