05 julho 2013

Cílios postiços: uso incorreto pode causar até queimadura na córnea

A aplicação de cílios postiços é um truque de beleza muito usado pelas mulheres atualmente. No intuito de aumentar o volume dos cílios naturais, tufos de pelos são colocados um a um, ou, na forma mais comum, são vendidos em pares ou tiras, para aplicação de uma só vez em toda a pálpebra. O resultado estético, em geral, é lindo. Mas os olhos são órgãos nobres do corpo e por isso, alguns cuidados devem ser tomados para evitar alergias, irritações ou até mesmo infecções na região. “Ao usar cosméticos em locais próximos dos olhos, devemos ter cuidado com aqueles produtos de procedência duvidosa, que podem desencadear reação alérgica”, alerta o oftalmologista Giovanni Colombini, professor associado da UNIRIO e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Oftalmologia. “O ideal é fazer o teste da cola um dia antes de usá-los. 

É só passar na pálpebra e deixar, para ver se não vai ter irritação”, explica Márcia Beatriz Passarella, oftalmologista e professora da equipe da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). “Se tiver irritação ou alergia, a pessoa deve retirar a cola com o demaquilante e também pode tentar mudar a cola, já que existem várias opções similares”, orienta a especialista. Para a oftalmologista Célia Sathler, chefe do setor de PlásticaOcular do Hospital de Olhos Paulista (H. Olhos), um risco a ser considerado por quem gosta de usar cílios postiços é a perda dos cílios naturais, causada pelo peso e pela pressão dos cílios falsos na pálpebra. 

"Além disso, existe o risco dos efeitos tóxicos da cola na córnea, caso ela venha a cair dentro do olho, por acidente. A ceratite é provocada pela toxicidade da cola e age como uma queimadura química que necessita de tratamento imediato, com risco até de redução da visão caso venha a se instalar uma cicatriz no eixo visual (leucoma)", alerta a médicaCélia esclarece que a colocação dos tufos de cílios, um a um, tende a ser menos prejudicial do que aplicá-los por inteiro, recobrindo toda a pálpebra, já que a aplicação um a um exerce menos peso no local e prejudica menos os cílios naturais. Mas é preciso ter cuidado na aplicação. “Para não machucar, é ideal usar o dedo ou um aplicador com base redonda – não usar nada pontudo”, alerta Márcia, oftalmologista da Unifesp. Os cuidados também devem ser tomados na hora de retirar os cílios. “A pessoa deve aplicar o demaquilante levemente, até que a cola vá soltando. Se puxar, os cílios naturais podem ser afetados pela cola”, explica Márcia. “Depois de retirar, é bom lavar a pálpebra com água morna e um xampú de bebê, bem neutro, para a pele poder respirar. Se não tiver higiene adequada, a a raiz do pelo pode inflamar”. (Tribuna)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...