07 maio 2013

Diretora de escola morre após fazer seis plásticas simultâneas

A diretora de escola Janir Tuffani, 48 anos, morreu na última sexta-feira (3) após se submeter a seis cirurgias plásticas simultâneas no Hospital Salt Lake, no Jardim Paulista, na zona oeste de São Paulo (SP). Reportagem da "Folha de S. Paulo" publicada nesta terça (6) afirma que o caso de Tuffani é a segunda morte após cirurgia plástica no Salt Lake em menos de três meses. Em fevereiro deste ano, a diarista Maria Gilessi Pereira Silva, 41 anos, sofreu uma parada cardiorrespiratória duas horas depois de implantar silicone nos seios. 
No último dia 30 de abril, Janir Tuffani passou por seis intervenções de uma só vez: implantou 325 ml de silicone nos seios, retirou bolsas de pele das pálpebras e aspirou gordura da barriga, braços, pernas e costas. Ela precisou ficar cinco horas na sala de cirurgia. Depois Janir foi transferida para um quarto e ficou em observação. À noite, após uma refeição, passou mal e sentiu fortes dores na barriga, segundo uma amiga. 
Diretora de escola morre após fazer seis plásticas simultâneas
A equipe médica do hospital constatou uma hemorragia e decidiu deixar a diretora em coma induzido. No dia seguinte, Janir foi transferida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital São Luiz, no Jardim Anália Franco, na zona leste. Ela morreu na sexta-feira e seu corpo foi sepultado no dia seguinte, no sábado. A amiga que a acompanhou, Cláudia Ferreira, disse que a diretora sentia-se descontente com seu corpo porque estava acima do peso. Procurado pela "Folha", o hospital não respondeu até a conclusão da reportagem.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...