20 abril 2013

Suspeito de Boston pediu perdão para tio horas antes de ser morto pela polícia


Um tio dos dois jovens suspeitos do atentado na Maratona de Boston, disse que o sobrinho mais velho, Tamerlan Tsarnaev, 26, ligou apenas algumas horas antes de ser morto em um tiroteio com a polícia para pedir perdão por "problemas na família". Eles estavam sem se falar há cerca de dois anos. "Ele disse 'eu te amo e me perdoe'", afirmou Alvi Tsarni, que vive em Montgomery Village, em Maryland, nos EUA. Segundo o tio, a conversa ocorreu às 19h (horário local) e durou cerca de cinco minutos. Tamerlan o saudou com um cumprimento em árabe que significa "paz em você" e o parabenizou por estar em dia com as orações. "Ele perguntou 'você pagou sua hipoteca?', e eu disse que estava tentando. Eu perguntei o que ele estava fazendo. Ele disse 'conserto carros, me casei, tive um filho'", disse Tsarni. Quando ele pediu desculpas, o tio respondeu "eu te perdoo e te amo". O tio disse que não sabia que eles eram suspeitos das explosões no momento da ligação, e que ele acredita que o pedido de desculpas não tem relação com as explosões e que foi feito pelos problemas pessoais. 

Tsarni disse que não pode perdoar a morte de inocentes e ficou irritado com o assédio dos repórteres. "Isto é a América. Eu não fiz isso, ok? Por favor, me deixem em paz." Ele disse ainda que não acredita que o sobrinho mais novo, Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, vá sobreviver. "Eles vão matá-lo, é tudo que sei. O que está feito, está feito. Ele já está morto."

ARMAÇÃO - Maret Tsarnaeva, tia dos dois suspeitos de colocar a bomba em Boston, disse à rede "Canada's CBC News" que não acredita na versão de que os dois sobrinhos são responsáveis pelo ataque. Tsarnaeva disse que o FBI (polícia federal dos EUA) não tem nenhuma evidência além das fotos dos dois jovens caminhando perto da linha de chegada da maratona. "Desconfio que isso foi montado", afirmou. Ela descreveu os dois suspeitos como "jovens normais", "atléticos" e "espertos". "Meus sobrinhos não podem ser parte desse terrível, horrível ato que foi cometido nas ruas de Boston", falou à rede canadense. "Eu conheço esses dois garotos. Eles não tinham motivo para fazer isso. Não pode ser verdade."

Segundo Suspeito - Tsarnaeva disse que ainda não falou com seu irmão, o pai dos dois suspeitos, e que não via os sobrinhos há cinco ou seis anos. Há dois anos, falou com o mais velho, Tamerlan Tsarnaev, quando sua filha nasceu, e de novo há um ano atrás. Ela contou que Tamerlan, que foi morto em um tiroteio com a polícia nesta sexta-feira, era casado com uma mulher descrita como "cristã" e que ele ficava em casa para tomar conta da filha enquanto a mulher trabalhava. "Ele estava muito feliz com sua filha." "Eles cresceram com a família, foi tudo perfeito. Anzor [o pai] era um pai amável e amoroso". Segundo ela, eles têm duas irmãs, que também vivem nos EUA. Tsarnaeva contou ainda que Tamerlan passou a praticar o islamismo recentemente. "Ele não era praticante devoto, mas há cerca de dois anos começou a rezar cinco vezes por dia. Não vejo nada errado nisso", completou.

'NÃO MERECEM VIVER' - Outro tio dos dois jovens, Ruslan Tsarni, disse à emissora local WBZ-TV que, se ficar comprovada a autoria do ataque, os rapazes "não merecem viver". Durante a entrevista, exibida também pela "CNN", Tsarni disse pediu desculpas às vítimas do atentado realizado na tarde de segunda (15), que deixou três mortos e 176 feridos. Ruslan Tsarni pediu que seu sobrinho Dzhokhar assuma o que fez. "Digo, Jahar [apelido do segundo suspeito], se entregue e peça perdão às vítimas". 
Sobre a morte do sobrinho mais velho, Tamerlan, Ruslan disse ser esse o preço a ser pago por uma ação tão terrível. "Se ele fez isso, ele mereceu, ele definitivamente mereceu isso." "A última vez em que estive com meu irmão foi em dezembro de 2005. Minha família não tem nada a ver com a família deles, quero que meus filhos fiquem longe dessa dessa história." "Se, de alguma forma, os filhos de meu irmão estiverem envolvidos com essa atrocidade, que eles paguem por isso. Eu sinto dizer, mas meu sobrinho mais novo merece ter o mesmo destino", completou Tsarni. "Eles envergonharam a nossa família."

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...