06 janeiro 2013

Pastores pedem mocinha evangélica à TV Globo, diz jornal

Dois pastores importantes vão se reunir com o coordenador de projetos especiais da Globo, Amauri Soares, e entre os assuntos do encontro vão pedir que a emissora dê destaque a uma mocinha evangélica em uma de suas novelas, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo. Amauri se reúne ainda nos próximos dias com o pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Até o fim de janeiro, Soares também se encontra com o bispo Robson Rodovalho, da igreja Sara Nossa Terra, que tem entre seus fiéis familiares do apresentador Sílvio Santos. Os encontros seguem uma agenda iniciada em novembro do ano passado, quando Soares recebeu 17 pastores em um estúdio do Projac, no Rio de Janeiro. Na reunião, foi discutido apoio e cobertura para a Marcha para Jesus, o Dia do Evangélico e o Dia da Bíblia. Os líderes, em troca, prometem apoio para o Festival Promessas, de música gospel, criado pela emissora em 2011. "Se você for colocar qualquer coisa aí, põe que não há nenhum acordo para nos proteger", garante o pastor Silas Malafaia. "Que cada pastor que pague a conta pela sua besteira." Rodovalho acrescenta: "A decisão é deles". Os dois pastores acreditam que é hora da Globo investir em mais personagens evangélicos em sua novela - e com uma mocinha em horário nobre. A reportagem aponta duas personagens coadjuvante evangélcias em produções recentes - Ivone, de "Cheias de Charme", e Dolores, de "Avenida Brasil".

Segundo a assessoria da Globo, os religiosos que foram ao Projac "manifestaram o interesse em falar sobre o perfil atual do evangélico brasileiro para autores e roteiristas. A emissora considera a contribuição relevante, assim como as que recebe de vários segmentos da sociedade, inclusive de outras religiões", diz nota. O único autor de novela que concordou em falar sobre o assunto com a Folha foi Sílvio de Abreu, que disse não planejar inserir personagens evangélicos em suas novelas. "Sinto muito, nunca tratei de personagem religioso em nenhuma novela nem pretendo." Para os evangélicos, a Globo dá mais espaço às outras religiões, já que geralmente retrata casamentos católicos e já teve diversas novelas espíritas. E quando aparecem evangélicos, não são sob boa luz. "É crente, mas vagabundo. É pastor, mas safado", diz Malafaia. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...