07 janeiro 2013

No Reino Unido, mãe mata e queima corpo de filho que não conseguia memorizar Alcorão

Uma mulher de 33 anos foi condenada à prisão perpétua no Reino Unido por espancar até a morte o filho de sete anos. De acordo com reportagem publicada, nesta segunda-feira (7), pelo tabloide The Sun, o motivo do crime foi a ineficiência do garoto em memorizar algumas passagens do Alcorão, livro sagrado do Islã. Segundo promotores, Sara Ege tentou esconder o crime queimando o corpo do menino Yaseen, com a alegação de que ele havia morrido em um incêndio em sua casa. No entanto, exames mostraram que inúmeras lesões internas causaram a morte da criança antes das queimaduras. Sara chegou a confessar o crime para a polícia, mas voltou atrás em seu julgamento e começou a culpar o marido, Yousef Ege, pela morte do filho. No entanto, investigadores constataram que ele não teve envolvimento no assassinato. Ao ouvir a sentença, a acusada passou mal e teve que ser acudida na Corte, segundo o diário. Se ela tiver bom comportamento, sua pena pode ser abrandada, mas não chegará a menos que 17 anos, de acordo com a decisão do tribunal. O crime aconteceu em julho de 2010. Antes do início do julgamento, Sara teve que passar vários meses em uma unidade psiquiátrica até ser liberada pelos médicos. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...