03 janeiro 2013

Jovem que quer ser casar com assassino da irmã faz exame psicológico


Edith Casas, a argentina de 22 anos que quer se casar com o homem condenado pelo assassinato da irmã gêmea dela, visitou o amado na prisão na véspera do réveillon (foto acima) e realizou um exame psicológico exigido pela Justiça de Santa Cruz. 

A argentina estava com casamento marcado com Víctor Cingolani, mas a mãe dela entrou com um apelo na Justiça e a união foi suspensa. Segundo Marcelina Orellana, Edith "não se encontra no uso correto das suas faculdades mentais, está privada de razão e com perigo de integridade física e psíquica". 
Um juiz então determinou que Edith se submetesse a exames psicológicos. Ela aceitou. A argentina ainda passará por mais duas avaliações. 

"Espero que este fim de ano seja o último que passaremos separados. Ele é inocente, vai ficar livre. Eu quero me casar. Creio que ao fim vão condenar os verdadeiros culpados pela morte da minha irmã. Víctor não teve nada a ver com isso", disse Edith ao jornal "Clarín". 

Víctor cumpre 13 anos pelo assassinato de Johana em 2010.

Pelo crime também está detido Marcos Díaz, que ainda vai a julgamento. Ele e Víctor foram namorados de Johana.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...