20 janeiro 2013

12 incríveis raios-X de "monstros" das profundezas do oceano

As temidas espécies que habitam o oceano tiveram seu esqueleto revelado pela cientista Sandra J. Rarebon. As imagens curiosas mostram como os peixes são por dentro, em visão raio x. E se você pensa que assim eles parecem mais ‘amigáveis’ do que em fotografias normais, engana-se. Até os ossos desses bichinhos são de arrepiar!
 12 incríveis raios-X de "monstros" das profundezas do oceano
O projeto faz parte de uma exposição organizada pelo Insituto Smithsonian, maior complexo de museus do mundo, que deve rodar por todos os Estados Unidos até 2015. Algumas dessas fotos foram disponibilizadas pelo site EOL. Veja abaixo:

Enguia de Moray // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Essa enguia parece saída de filme de terror. Apesar de não ser perigosa para os seres humanos, a Enguia de Moray ocupa lugar de destaque em nossa imaginação reservada para criaturas assustadoras. Talvez por causa dos dentes afiados, da técnica infalível de encurralar a presa e esmaga-la ou até por seu comprimento impressionante – elas chegam a mais de 1,5 metro.
Anglerfish // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

O peixe Angler não é uma espécie muito bonita – tem dentes em formato de agulhas e barriga inchada – e nem fácil de ser encontrado – apenas três desses peixes já foram examinados no mundo. Possui uma isca chamativa no topo de sua cabeça e, assim como a enguia, é capaz de aumentar sua mandíbula para engolir presas com o dobro de seu tamanho.
Peixe solha // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

O peixe Solha tem os olhos do mesmo lado da cabeça, o que o permite ficar escondido entre as pedras e ainda sim enxergar sua presa com precisão. Sua boca grande também pode ser motivo de preocupação para quem o encontra no fundo do mar.
Peixe gatilho // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Se você olhar muito atentamente para a boca do Triggerfish (peixe gatilho) pode ter uma ideia de como seus dentes incisivos são fortes – as presas que se cuidem! As espinhas dorsais e pélvicas são usadas para se defender de outros predadores.
Peixes galo // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Por causa da coloração azul ou prateada, o peixe galo é um dos preferidos dos donos de aquário. Visto em raio-x, com sua estrutura óssea e barbatanas delicadas, fica ainda mais interessante...se não fosse pela expressão arrogante, é claro.
Tubarão martelo // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Sua cabeça um tanto curiosa pode parecer assustadora, mas a verdade é que o Tubarão Martelo é completamente inofensivo aos seres humanos. Na verdade, eles é que devem se preocupar com os humanos. Especialmente com os povos asiáticos, que apreciam muito sua carne.
Enguia Pelicano // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

A enguia pelicano não é bem o que se pode chamar de assustador. “Engraçado” seria o termo mais apropriado, talvez. Apesar da frágil aparência, essa espécie é ótima caçadora e consegue engolir peixes bem maiores do que seu tamanho.
Bellowsfish // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

O focinho comprido e longo da espécie Bellowfish consegue sugar o zooplâncton com facilidade. A espinha longa de sua nadadeira dorsal assemelha-se a lâmina de uma faca.
Peixe unicórnio // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

O Peixe Unicórnio não tem uma aparência amistosa graças ao osso que se estende para frente da cabeça.
Peixe abissal // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Por cerca de 40 milhões de anos o peixe abissal tem sido o terror dos plânctons e pequenos organismos oceânicos. O peixe consegue disfarçar sua silhueta enquanto nada para encontrar a presa.
Peixe dragão // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Esse raio-x parece ser um parasita alienígena, mas é apenas de um peixe dragão. Os ossos de suas barbatanas assemelham-se às asas de um dragão, daí o nome.
Peixe serra // Crédito: Sandra Raredon via eol.org

Como não podia deixar de ser, o peixe serra usa a serra de sua cabeça para cortar e matar suas presas, que, depois são engolidas em pedaços. Assustador!
Fonte: Galileu

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...