01 dezembro 2012

Musa da seleção, goleira Missi revela que coração ainda não tem dono

O Mundial de Futsal Feminino ainda não começou, mas uma jogadora do Brasil já pode ser considerada campeã. Morena, simpática e dona de um belo sorriso, a goleira reserva Missi já ganhou o status de musa da seleção. Aos 22 anos, a catarinense de Ilhota é formada em Educação Física e joga na Unesc, de Criciúma. Solteira, a atleta diz que está "curtindo um pouco a vida" e pede mais atenção ao futsal feminino. Lutando pelo seu terceiro título, o Brasil estreia no Mundial de Portugal nesta terça, contra o Irã.

Musa da seleção, goleira Missi revela que coração ainda não tem dono- Estou solteira, curtindo um pouco, embora não tenha muito tempo para sair em Criciúma. Treino em dois períodos e ainda estou cursando o bacharelado em Educação Física, o que me toma muito tempo. Nas folgas, gosto de ir à minha cidade para estar com a família e com os amigos - afirmou Missi.

Com 1,61m de altura, Missi - que se chama Missiara - revela que o assédio masculino não tem sido tão grande. Como tem muitos amigos homens, a goleira está sempre rodeada por pessoas do sexo oposto, o que acaba inibindo supostos pretendentes.


- Como sou jogadora de futsal, muita gente se aproxima de mim por afinidade. Como o futsal é mais popular entre os homens, a maioria dos meus amigos são do sexo masculino - contou.
Aos 22 anos, catarinense chama atenção pela beleza e afirma não ter muito tempo para se divertir. Brasil se prepara para o Mundial da categoria .Goleira da seleção chama a atenção pela beleza.

Musa da seleção, goleira Missi revela que coração ainda não tem dono

Missi em ação pela seleção brasileira: empenho nos treinos (Foto: Zerosa Filho-CBFS)

Fã de Rogério Ceni e Fernando Prass, Missi deu os seus primeiros passos no esporte aos 12 anos, quando começou a jogar futebol de campo. Apaixonada pelo que faz, ela revela como surgiu a aptidão para o futsal. 
Musa da seleção, goleira Missi revela que coração ainda não tem dono- Sempre vivi no meio de meninos e acabei influenciada por um primo que jogava futebol na época. Morava perto de um campo e isso também favorecia o meu contato com o esporte. Hoje, estou vivendo a felicidade da minha primeira convocação, que foi logo para um Mundial - comentou ela.

Uma das atletas mais novas da seleção, Missi disputa espaço no time com as renomadas goleiras Jozi e Giga. Empenhada nos treinamentos, ela diz que se espelha nas duas para evoluir na função.


Goleira sorri em momento de descontração: ansiosa
para o Mundial (Foto: Reprodução Facebook)
- Acompanho o trabalho das meninas, e é uma honra estar atuando junto delas. No caso da Giga, estamos acostumadas a jogar por lados adversários (a concorrente atua pela UnoChapecó, rival da Unesc), mas estamos tendo um aprendizado mútuo e esperamos refletir isso com bons resultados - destacou.


Ansiosa, Missi não vê a hora de chegar a Portugal, local do Mundial. A seleção embarca para o país europeu neste sábado, levando na mala a esperança do tricampeonato.
- Ansiedade todas do grupo têm, mas estamos muito concentradas e isso pode fazer a diferença ao nosso favor - ressaltou.


O Brasil está no grupo A, ao lado de Portugal, Irã, Japão e Venezuela. O grupo B tem Espanha, Rússia, Ucrânia, Costa Rica e Malásia. Na primeira fase, os times jogam dentro das próprias chaves, onde os dois primeiros avançam à semifinal.


Esta é a quarta edição do torneio. A seleção brasileira venceu em 2010 e 2011. Em 2008, no primeiro Mundial, a campeã foi a Catalunha, hoje incorporada na Espanha.

(Foto: Reprodução Facebook) Por Flávio Dilascio Rio de Janeiro . G1

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...