11 novembro 2012

Autora de 'Diário de Classe' diz sofrer ameaças e não sai mais de casa sozinha


A catarinense Isadora Faber, de 13 anos, que criou o "Diário de Classe", página virtual em que relata os problemas da escola pública onde estuda, viu sua vida mudar. A aluna da 7ª série da escola municipal Maria Tomázia Coelho, de Florianópolis, tem enfrentado ameaças de alunos e funcionários. Os pais não a deixam mais sair sozinha. "Tem gente que diz que vai me bater", contou em entrevista ao jornal Folha de São Paulo. As ameaças relatadas pela adolescente por conta do "Diário de Classe" viraram alvo de investigação. O Ministério Público de Santa Catarina abriu um procedimento na semana passada para verificar se a aluna "está sofrendo constrangimento no ambiente escolar" e para discutir que medidas devem ser tomadas para protegê-la. A Polícia Civil também investiga a autoria de um ataque à casa da estudante. De acordo com o delegado Leonardo Silva, a diretora da unidade escolar, Liziane Farias, fez um boletim de ocorrência nesta semana e acusou os pais de Isadora de "perturbação de sossego e do trabalho escolar". Segundo a Secretaria de Educação de Florianópolis, a diretora procurou a polícia devido a discussões recentes e também após a jovem publicar que o funcionário contratado para realizar a pintura da quadra não fez o serviço. Em comunicado, a pasta informou que o atraso na pintura, que voltou a ser executada na semana passada, ocorreu por “problemas de saúde do pintor”. Sobre as ameaças relatadas, a secretaria afirma que pediu um aumento do efetivo policial ao redor da escola e fez reuniões com a família. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...